icons.title signature.placeholder Daniela Caravaggi
30/12/2013
17:08

Presidente eleito da Portuguesa, Ilídio Lico, que assume o cargo no dia 2 de janeiro, não descarta ver o desfecho do caso do clube do Canindé na Justiça Comum. A Lusa escalou irregularmente o meia Héverton na última rodada do Campeonato Brasileiro e foi condenada pelo STJD a perder quatro pontos. Com isso, o clube disputará a Série B em 2014. Quem se deu bem na história foi o Fluminense, que se salvou da degola. O julgamento no Pleno do STJD aconteceu no último dia 27. 

-  Vamos tomar uma decisão do que vamos fazer. Ainda não conversamos. Vou marcar uma reunião e em conjunto vamos decidir - disse o futuro presidente, ao LANCE!Net.

Apesar de não ter decido a posição do clube, Lico afirmou que não vai entrar na Justiça Comum por conta própria, mas deixou a janela
aberta para os sócios-torcedores.

- Eu particularmente não vou (para a Justiça Comum). O dirigente não vai. Agora, os sócios-torcedores podem ir. Eu, como presidente, não estou indo, até porque eu nem assumi ainda - destacou.

Perguntado se existe a possibilidade do clube fechar, Lico destacou as dificuldades que está enfrentando com as mudanças de planejamento, mas se mostrou confiante com "mais uma" batalha que terá pela frente.

- É muito difícil. A dificuldade é muito grande. Tínhamos um plano e agora mudou. Mas eu como presidente, serei da Série A, B ou C. Não vou fugir da raia. Sou presidente e estou para qualquer situação. Tenho fé em Deus. Deus fecha uma porta e abre três janelas. Vamos trabalhar, ter criatividade para que isso não venha a acontecer e não tenha problemas financeiros. Mais uma batalha que enfrento na vida, mais uma dificuldade. Ja venci várias, uma a mais para vencer - enfatizou.

O futuro mandatário disse ainda que, apesar da situação complicada, o planejamento para 2014 já começou.

- Estamos vendo. O Guto (Ferreira) esteve comigo e vamos nos organizar na nossa realidade. Não posso divulgar, são coisas do futebol, mas já estamos pensando em alguns nomes - finalizou.