icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
11/02/2015
19:34

O goleiro Ivan não é mais jogador do Joinville. Na última terça-feira, a diretoria do clube anunciou em coletiva que o arqueiro havia rescindido seu contrato com o JEC e, após quatro anos vestindo a camisa tricolor, está livre para negociar com outros clubes.

Ivan estava insatisfeito com as decisões da comissão técnica desde o último sábado, quando o treinador Hemerson Maria optou por deixá-lo no banco de reservas diante do Marcílio Dias. Descontente com a decisão, Ivan pediu para não ser relacionado para a partida e não apareceu para treinar desde então. Em conversa com o presidente Nereu Martinelli, o goleiro resolveu pedir demissão e deixar o clube.

- Eu me senti frustrado por não ter convencido o Ivan de que ele estava errado. Nós todos fazemos escolhas na vida e temos que assumir o risco de nossas escolhas. Foi um problema muito pequeno para ter tomado a proporção que tomou - afirmou o presidente.

Após o anúncio de sua rescisão, Ivan publicou um comunicado à torcida do Joinville, e fez questão de afirmar não ter nenhum problema de relacionamento com Hemerson Maria e seus companheiros.

- Saio porque as circunstâncias não me deram outra alternativa. Respeitaria a ordem e iria para o banco se fosse uma decisão técnica. Mas acabo de conquistar uma Série B e, nas duas partidas que fiz pelo Estadual, fui eleito o melhor em campo em uma delas. Na outra, não tomei gols. Não tenho problemas de relacionamento com meus companheiros e nem com integrantes da comissão técnica. Como até o momento não sei o que me tirou do time titular, não poderia ficar esperando por uma nova decisão da comissão técnica, como seu eu fosse culpado por alguma coisa.