icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
02/07/2014
13:17

O meia norte-americano Donovan, dos Los Angeles Galaxy, detonou os antigos companheiros após a eliminação nas oitavas de final da Copa do Mundo para a Bélgica, com derrota por 2 a 1. Aos 32 anos, o veterano foi cortado pelo técnico Jurgen Klinsmann, às vésperas do Mundial. O craque americano está trabalhando como comentarista na ESPN norte-americana.

- A seleção jogou três dos quatro jogos de forma medíocre. Em apenas um deles mereceu a vitória, contra Portugal, que terminou 2 a 2 - disse o armador.

O ex-camisa 10 da seleção americana elogiou a atuação do goleiro Tim Howard e não sabe quando voltará a defender as cores dos Yankees.

- Grandes atuações de Tim Howard evitaram que Alemanha e Bélgica nos goleassem. O desempenho dele contra a Bélgica foi impressionante, nunca vi um trabalho tão bom nos Mundiais em que joguei - completou Donovan.

No duelo da última terça-feira, Howard foi eleito o melhor jogador em campo pela Fifa. O camisa um americano quebrou o recorde de defesas em um único jogo, com 16 ao todo.


Tim Howard foi escolhido o melhor em campo contra Bélgica (Foto: Adrian Dennis/AFP)