icons.title signature.placeholder Alexandre Braz
01/04/2014
15:18

Assim como os jogadores, o técnico Eduardo Hungaro não quis se estender no assunto dos protestos do elenco do Botafogo, que devido aos contantes atrasos nos salários, cancelou o treino de domingo e tem protestado antes do início das atividades no clube. Para o treinador, o momento é de pensar na partida contra o Unión Española (CHI), nesta quarta-feira, às 19h45, no Maracanã, pela Copa Libertadores.

- Este é um assunto (os protestos) que se esgotou. A direção do clube colocou da maneira correta, que está imobilizada. Neste momento é hora de falar do jogo. Estamos no jogo. Sabemos a importância desse jogo e este é o nosso objetivo - afirmou Hungaro, em entrevista coletiva concedida na sala de imprensa do Engenhão.

No treinamento desta manhã no campo anexo do estádio, os jogadores fizeram nova paralisação. Para o compromisso diante dos chilenos, Hungaro afirmou que apesar da irritação dos jogadores pela situação, ele acredita que estes fatores não afetarão o desempenho do time.

- Este grupo passou por isso ano passado (conviveu com atrasos nos salários). Os jogadores mostraram maturidade. Souberam separar a manifestação do trabalho. Temos que valorizar este comportamento - disse.

Com sete pontos ganhos, o Alvinegro lidera o Grupo 2, e, caso conquiste uma vitória, a equipe garante vaga para a próxima fase da competição.

O time está confirmado com: Jefferson, Lucas, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Bolatti, Lodeiro e Jorge Wagner; Wallyson e Henrique.


Para Hungaro e Lucas, problemas externos não atrapalham o time