icons.title signature.placeholder RODRIGO CERQUEIRA
04/07/2014
16:41

"Oh! Que beleza! Cruzou na área é o Hummels de cabeça"... Parte do samba enredo da União da Ilha de 1989, chamado de Festa Profana, é cantado em verso e prosa no Maracanã pela torcida do Flamengo para os atacantes que fazem história pelo clube. Porém, também serve para o zagueiro alemão Mats Hummels, que nesta sexta-feira fez, de cabeça, o gol da vitória alemã por 1 a o sobre a França que garantiu a classificação para a semifinal da Copa do Mundo do Brasil.

Eleito o melhor em campo nesta sexta-feira, por ter marcado o gol da vitória alemã e também ter evitado o empate da França, Hummels já igualou na Copa do Mundo o mesmo número de gols que fez pelo Borussia Dortmund na temporada passada. Porém, o jogador deixou claro que não há fórmula de sucesso para fazer gols em bolas aéreas na Copa do Mundo.

- Não existe fórmula ou sistema. Tenho a sorte de estar na posição correta, não tenho certeza como foi meu desempenho na Bundesliga (Campeonato Alemão) em jogadas aéreas. Mas agora estou satisfeito - afirmou o zagueiro, elogiado pelo técnico Joachim Löw.

Hummels também deixou claro que a França foi um adversário muito difícil, e mesmo com chances de ampliar o placar em contra-ataques, o resultado acabou sendo justo para a Alemanha:

- Foi uma tarefa difícil, em alguns momentos conseguimos jogar bem. A França é uma equipe muito forte, não foi uma partida perfeita, mas de excelente nível. Se continuarmos com esse futebol, merecemos seguir em frente. Sabemos que a próxima partida será muito diferente.