icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/11/2013
16:50

O Porto foi à Rússia nesta quarta-feira para abrir o dia de jogos da Liga dos Campeões, e não conseguiu um bom resultado. O empate em 1 a 1 contra o Zenit deixa o Dragão dependendo de tropeços do time russo na sequência desta fase, e durante maior parte do jogo, esteve melhor. A torcida portuguesa ainda viu Hulk marcar contra o clube em que deu grandes alegrias, e o brasileiro ainda perdeu um pênalti.

O Zenit permanece na segunda posição do Grupo G, agora com cinco pontos, um a mais que o Porto. Os dois times têm mais dois jogos nesta fase de grupos. Os russos enfrentam o Atlético de Madrid em casa, e fecham sua participação contra o Austria Viena fora. O Dragão joga em casa contra os austríacos e encerram contra o Colchonero no Vicente Calderón. Atlético e Austria ainda jogam nesta quarta-feira, o time de Diego Costa já pode se classificar.

O JOGO
O Porto precisava mais da vitória, já que entrou em campo atrás na tabela, tinha perdido para o Zenit no Estádio do Dragão, e praticamente daria adeus à vaga em caso de derrota. Por isso, começou sufocando e criou logo boas oportunidades. Com o meio-campo mais participativo, principalmente pela tranquilidade que Fernando passa, Defour teve mais liberdade para apoiar Lucho, Josué e Varela, que avançam mais.

Logo no início, boas finalizações com Josué, Jackson, que nasciam muito da velocidade de Varela pela esquerda, e principalmente um chute venenoso de Danilo. Exatamente quando o Zenit começava a equilibrar o jogo, saiu o gol do Porto. O lateral-direito acertou ótimo cruzamento na cabeça de Lucho, que finalizou com perfeição no cantinho de Lodygin, que vinha bem na partida, após momentos de pressão do Dragão.

Pouco depois, um momento de cochilo que foi mortal. O Zenit foi ao ataque, e Hulk, eterno ídolo do Porto, aproveitou de uma fração de segundo de desatenção entre Alex Sandro e Helton, foi rápido, tirou a bola dali e finalizou. Como havia prometido, não comemorou contra o seu ex-clube.

HULK PERDE PÊNALTI
Na sequência, o Porto continuou com o domínio do jogo e criou mais chances, mas não houve gol. Na volta do intervalo, um lance que poderia ser crucial. Fayzulin faz jogada na área, toca a bola, Otamendi dá carrinho com os braços pelo alto, toca nela, e é pênalti. Hulk cobra muito mal, e Helton defende bem.

O Porto não conseguiu aproveitar a animação com este efeito. Na verdade, depois da entrada de Arshavin, o Zenit foi melhor em campo e teve bem mais oportunidades, a principal foi a do próprio russo, após bom toque de Shatov. Agora, resta ao Dragão torcer por algum tropeço dos russos e fazer mais pontos que os rivais para não ter que se contentar com a vaga na Liga Europa.

FICHA TÉCNICA
ZENIT 1x1 PORTO

Local: Estádio Petrovski, São Petersburgo (RUS)
Data-hora: 06/11/2013, às 15h (de Brasília)
Árbitro: Tom Harald Hagen (NOR)
Auxiliares: Dag-Roger Nebben (NOR) e Jan Erik Engan (NOR)

Gols: Lucho (22'/1ºT), Hulk (27'/1ºT)

Cartões amarelos: Fernando (FCP), Alex Sandro (FCP), Shatov (ZEN), Zyryanov (ZEN)
Cartões vermelhos: -

ZENIT: Lodygin, Ansaldi, Criscito, Lombaerts e Hubocan, Witsel (Zyryanov, 36'/2ºT), Shirokov (Arhsavin (21'/2ºT) e Fayzulin; Shatov, Hulk e Danny (Kerzhakov, 26'/2ºT). Técnico: Luciano Spalletti
PORTO: Helton, Danilo, Otamendi, Mangala e Alex Sandro; Fernando, Defour e Lucho (Ghilas, 41'/2ºT); Josué (Licá (30'/2ºT), Varela e Jackson Martínez. Técnico: Paulo Fonseca