icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro
22/07/2014
08:03

O 0 a 0 com o Vitória, no último domingo, assustou o torcedor corintiano que havia se enchido de esperança com a atuação deslumbrante na vitória sobre o Inter, três dias antes. O próprio técnico Mano Menezes admitiu a fraca exibição e já considera fazer mudanças na equipe para as próximas rodadas do Brasileirão e até a terceira fase da Copa do Brasil, que se inicia na Arena Corinthians nesta terça-feira, às 22h, contra o Bahia.

Em campo reduzido, Romero marca o seu e Lodeiro fica no 'quase' 
 

Pelo que apresentaram no período de treinos da pausa para a Copa do Mundo e também no pouco tempo em campo das duas partidas após a retomada do Brasileirão, dois nomes despontam como favoritos na briga por espaço no time: Renato Augusto e Ángel Romero.

O meia, conhecido pelo preocupante histórico de lesões, fez uma preparação especial para o segundo semestre, mas voltou como reserva do quarteto formado por Ralf, Elias, Petros e Jadson. Contra o Internacional, ele ficou o tempo todo no banco, e só retornou diante do Vitória, entrando aos dez minutos do segundo tempo. Curiosamente, no lugar de Petros, que fez rara exibição fraca no domingo.

– Todos os reservas entraram bem, fizemos uma linha de três na frente porque era hora de arriscar mais – disse Mano após a partida, admitindo que alterar peças significa mudança de características.

O paraguaio Romero, outro elogiado por Mano, jogou só 14 minutos, mas foi responsável pela melhor chance do jogo no Barradão. Ele é um dos reforços da parada da Copa e estreou nos cinco minutos finais diante do Colorado..

– É um jogador que passa confiança para ter mais tempo ou iniciar. Pode render – disse Mano.

Romero sentiu o peso da rotina de treinos do futebol brasileiro, mas já se sente confortável. Ele é um dos mais esforçados nos treinos e ainda pode se dar bem porque a vaga ao lado de Guerrero, hoje de Luciano, é considerada aberta.