icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro e Lucas Faraldo
17/07/2014
09:04

O Corinthians entra em campo nesta quinta-feira, às 19h30, contra o Internacional, na Arena Corinthians, pela décima rodada do Brasileirão. Em meio aos 11 titulares escalados por Mano Menezes, Elias e Ralf têm um motivo especial para comemorar: eles se reencontram em uma partida oficial após três anos e meio (exatos 1.320 dias) com perspectivas de, enfim, brilharem lado a lado.

Antes de Ralf sonhar em defender a equipe alvinegra, Elias, contratado para reformular o meio de campo do Timão em 2007, comandou as conquistas da Série B de 2008, do Paulistão e Copa do Brasil de 2009. Cristian era seu parceiro.

Negociado no início de 2010 para brigar pela posição com Jucilei e Marcelo Mattos, Ralf chegou em uma conturbada temporada, que teve os técnicos Mano Menezes, Adilson Batista e Tite se alternando no comando. Assim, o volante ex-Grêmio Barueri, que jogou ao lado de Elias em 44 partidas, não conseguiu o devido destaque. Nenhum título foi conquistado e o camisa 7, com status de ídolo para a Fiel, acabou vendido ao Atlético de Madrid (ESP) no fim do ano.

Sem a parceria de Elias, no entanto, Ralf deslanchou e, enfim, caiu nas graças da torcida. De 2011 a 2013, conquistou cinco títulos: Brasileirão (2011), Libertadores (2012), Mundial de Clubes (2012), Paulistão (2013) e Recopa Sul-Americana (2013). O apelido de “Pitbull da Fiel” foi rapidamente disseminado graças ao alto aproveitamento em desarmes.

No primeiro semestre deste ano, Ralf teve visível queda de desempenho. No Paulistão, por exemplo, foram apenas 38 desarmes. Na mesma competição, no ano passado, o volante havia somado praticamente o dobro de roubadas de bola.

Durante a parada para a Copa do Mundo, por sua vez, Ralf tem realizado excelentes treinos e voltado a se destacar pelos desarmes que o popularizaram entre os corintianos. Não por coincidência, foi neste mesmo período que Elias, contratado de volta ao Timão, começou a treinar entre os titulares. Juntos, os dois têm ganhado elogios atrás de elogios de Mano nas atividades táticas e técnicas. O treinador foi o responsável por comandar os primeiros jogos da dupla, ainda no primeiro semestre de 2010.

Em amistosos contra Atlético-PR e Uberaba, Ralf e Elias se destacaram e mostraram entrosamento. Uma pequena amostra do que eles podem fazer juntos a partir desta quinta-feira. Se cuida, Internacional!

VELHOS CONHECIDOS

2010: No Corinthians desde 2008, Elias recebe Ralf, ex-Grêmio Baruei, como novo parceiro.

2011: Após se destacar no Timão, Elias é contratado pelo Atlético de Madrid (ESP). No primeiro ano sem o parceiro, Ralf é campeão do Brasileirão.

2012: Em baixa no Atlético de Madrid (ESP), Elias é negociado com o Sporting (POR). Enquanto isso, Ralf é campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes.

2013: Sem espaço no Sporting (POR), Elias é emprestado ao Flamengo. Ralf ganha mais dois títulos: Paulistão e Recopa.

2014: Timão deixa Flamengo para trás e compra Elias do Sporting (POR). Dupla de volantes de 2010 esta novamente unida.