icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/12/2013
13:17

No primeiro dia como treinador efetivo do Flamengo, após o anúncio da renovação com o Rubro-Negro até 2015, Jayme era só alegria nesta sexta-feira, no Ninho do Urubu. Mesmo com um salário menor do que os últimos treinadores que passaram pelo time, Jayme receberá dez vezes mais do que recebia como auxiliar e já pensa grande com a Libertadores.

Em contrapartida, o treinador não aceitou a primeira proposta oferecida pelo Rubro-Negro. Mesmo assim, a negociação foi concretizada em cerca de 20 minutos.

- Já tinha comentado que não teria problema, o reconhecimento, agradeço, pois disputar uma Libertadores é um campeonato que o vamos tentar vencer, e estou muito honrado pela responsabilidade de a diretoria me entregar de novo o comando do futebol. O Flamengo me fez uma proposta às 8h50, às 9h falei com o Pelaipe(Paulo, diretor executivo)  com uma contraproposta, e às 9h10 estava tudo resolvido. Sei que tenho que dar mais como técnico, mas acho que o Flamengo ficou satisfeito – explicou o treinador.

Com um bom aproveitamento desde que assumiu a equipe, após a saída de Mano Menezes na derrota para o Atlético-PR, Jayme ficou feliz pelo reconhecimento e garante estar leve pelo dever cumprido.

- Foi um ano de muito aprendizado, pela circunstancias com três técnicos, aprendemos com eles nos erros e acertos e em relação a minha carreira, minha vida, nunca podíamos imaginar o que aconteceria, não quer dizer que não estava preparado. Não acreditava que seria técnico do Flamengo em um momento difícil e reverter a situação, livrar do rebaixamento e a coisa começou a andar na Copa do Brasil. Tiro desse ano que procuro trabalhar duro e estar pronto. Só não sabia que viria em um momento inusitado. Tivemos a capacidade, estou feliz, sei que muita gente não acreditou, é normal e estou satisfeito pelo reconhecimento. Estou leve por tudo que aconteceu e pretendo repetir no ano que vem essas vitórias – lembrou.

No comando da equipe desde o dia 29 de setembro, Jayme comandou a equipe em 20 partidas, sendo nove vitórias, seis empates e cinco derrotas. Ao todo na temporada, o treinador tem um aproveitamento de 57,1%. No último dia de treinos nessa temporada, Jayme fez questão de ser um dos últimos a deixar o CT.