icons.title signature.placeholder Diogo Sautchuk e Russel Dias
11/07/2014
09:02

Depois de repetir a escalação nos treinos do Santos, Oswaldo de Oliveira deu a entender quem está pensando em escalar no clássico contra o Palmeiras, na próxima quinta-feira, às 19h30, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro. Entre Aranha, Victor Ferraz, David Braz, Bruno Uvini, Mena; Arouca, Alison, Lucas Lima; Geuvânio, Rildo e Gabriel, o treinador já definiu quem serão seus interlocutores dentro de campo.

Ao lado de Edu Dracena, que se recupera de lesão, Aranha e Arouca são os que há mais tempo estão no Santos – três e quatro anos, respectivamente – e também os mais experientes desta provável equipe, com 33 e 27 anos de idade.

Juntando os dois fatores, ambos levaram vantagem para serem escolhidos como os homens de confiança em meio aos garotos. Ao que tudo indica, enquanto o legítimo capitão Edu Dracena não retorna, o camisa 5 permanece com a faixa de capitão e se responsabiliza por “policiar” a equipe em campo.

– Ele sempre conversa para eu poder estar dentro de campo orientando, ser um porta-voz dele, chegar na beirada do campo, poder passar as orientações que ele passa para a equipe, organizar o time. Por ser um dos jogadores mais experientes tenho essa função, não apenas por ser capitão – disse Arouca ao LANCENet!.

Com a saída de Cícero para o Fluminense, e a ausência de outros nomes mais experientes, como Renato, que não é presença em todos os jogos, e Thiago Ribeiro, com um estiramento no joelho esquerdo, ficará a cargo dos dois líderes auxiliarem o treinador e desempenharem um papel muito importante: serem os chefes do Peixe no reinício do Nacional.