icons.title signature.placeholder David Nascimento e Eduardo Mendes
11/03/2014
07:44

O departamento de futebol do Flamengo passou por uma reformulação recentemente e voltou a ter o cargo de gerente, que estava desativado na gestão do presidente Eduardo Bandeira de Mello. A nova função é desempenhada por Gabriel Skinner, que integrava o departamento de marketing. Ele é responsável pelo planejamento e orçamento do futebol e trabalha em parceria com o diretor executivo da pasta, Paulo Pelaipe.

Na verdade, Skinner ainda tem algumas atribuições no antigo departamento, que fica na Gávea. Ele era o responsável pela conta da Adidas com o Rubro-Negro.

A fornecedora de material esportivo, por sua vez,  passará a ter um escritório dentro do clube (leia mais abaixo). Skinner, então, assumiu as demandas do futebol com Pelaipe e alterna a rotina entre a Gávea e o Ninho do Urubu.

E MAIS
> Por melhorias no Carioca, Fla, Flu e Vasco rompem com presidente da Ferj
> No Flamengo, Gabriel comemora título 'democrático' da Taça GB
> Problemas nas laterais! Léo Moura e André Santos preocupam no Fla

Depois de eleita, no fim de 2012, a Chapa Azul fez um convite para que Zinho, diretor de futebol na gestão de Patricia Amorim, assumisse o cargo de gerente.

Na época, entretanto, o dirigente recusou. Entre os motivos da negativa, estava a redução salarial. O clube já havia anunciado Paulo Pelaipe para comandar o futebol. Zinho acabou deixando o clube.

Ainda durante o mandato de Patricia Amorim, a figura do gerente deixou de existir após a demissão de Isaías Tinoco, que exercia a função e saiu do Flamengo em fevereiro de 2012 com Luiz Augusto Veloso, antecessor de Zinho como diretor executivo de futebol.

ADIDAS CRIA ESCRITÓRIO NA GÁVEA

Como parte da longa parceria com o Flamengo de dez anos, que levou o clube ao status de top five da empresa, a Adidas instalou, na sede da Gávea, um escritório para auxiliar toda questão que vier a existir na relação dela com o marketing do Rubro-Negro. A fornecedora alemã destinou um funcionário para estreitar esta relação diariamente, em horário comercial.

A Adidas já havia montado escritórios nas sedes do Real Madrid, Chelsea, Bayern de Munique e Milan, clubes que também integram os cinco mais da empresa. Para a Copa do Mundo, também será montado na Gávea um centro de hospitalidade para receber delegações de países que a fornecedora quiser convidar.

– Neste espaço para a Copa do Mundo, que no futuro será o nosso museu, a Adidas irá receber as delegações que quiser e, enquanto isto, também teremos um pequeno museu e os principais troféus do Flamengo para exposição – disse o vice geral, Walter D'Agostino.