icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/02/2015
21:38

Não foi só na Holanda que teve incidentes lamentávewis durante jogos da Liga Europa. No Estádio Olímpico de Kiev, durante a vitória do Dínamo sobre o Guingamp, por 3 a 1, que classificou os ucranianos às oitavas de final, os torcedores das duas equipes entraram em conflito nas arquibancadas. Mas a conotação, neste caso, foi diferente. A briga foi motivada por questões políticas, segundo o vice-presidente do clube da casa.

A partida em Kiev chegou a ser paralisada por nove minutos e até o goleiro Shovkovskyi, do time da casa, precisou intervir e pedir calma aos torcedores.

E MAIS
- Torcida do Feyenoord atira banana inflável em Gervinho, que classifica a Roma

- Nós temos a informação que os franceses tinham uma bandeira dos movimentos separatistas no leste da Ucrânia. Será escrito na súmula da partida. Isso provocou a reação dos nossos torcedores - disse Oleksiy Semenenko, vice-presidente do Dínamo.

Além dos torcedores das duas equipes, os responsáveis pela segurança do estádio também se envolveram na confusão. A Uefa pode, agora, investigar as acusações e punir os envolvidos.