icons.title signature.placeholder Michel Castellar
11/07/2014
12:27

O técnico da Holanda, Louis van Gaal, quer que o time faça história e vença o Brasil para terminar invicto a Copa do Mundo. O discurso feito pelo treinador, no fim da manhã desta sexta-feira, no Estádio Nacional de Brasília - Mané Garrincha, foi contrário às declarações anteriores de que o confronto pelo terceiro lugar nem deveria ser realizado, porque só interessava ser o primeiro na competição.

- Ainda temos coisas a fazer aqui. No momento, não perdemos nenhuma partida e estou trabalhando para isso. Espero que possa preparar os meus jogadores de forma que eles possam fazer um bom jogo. Que eles ganhem do Brasil e, com isso, estaremos escrevendo uma história na Holanda, por sairmos da Copa sem perdermos um jogo - afirmou o técnico holandês.

Em todas as edições de Copas do Mundo que participou, a Holanda sempre foi derrotada em alguma partida. Van Gaal lembrou que até o carrossel holandês, em 1974, foi derrotado para a Alemanha, na final, por 2 a 1.

Após a eliminação para a Argentina, Van Gaal foi taxativo ao dizer que o confronto contra o Brasil, no sábado, não deveria ocorrer porque só existe um prêmio que é a taça. O treinador ainda considerou que também não era justo as condições para preparar sua equipe, porque tinha um dia a menos em relação ao Brasil.

Van Gaal voltou a reclamar nesta sexta-feira do fato de ter tido menos um dia para recuperar os seus jogadores. Ele disse que não entendeu o fato de a semifinal do jogo da Seleção Brasileira ter sido realizada um dia antes da dos holandeses.

- Sempre me atento aos fatos e o Brasil começou primeiro e jogou a última partida depois de nós (na fase de grupos). Isso é um fato. E, agora, novamente (na semifinal), o Brasil jogou antes de nós (e teve mais tempo para descansar). Não vou ficar enrolando e todos sabemos as complicações -afirmou o técnico da Holanda.