icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes, Maurício Oliveira, Michel Castellar e Thiago Salata
23/06/2014
13:21

A pouco menos de cinco horas para o início do jogo que definirá ou não a classificação do Brasil às oitavas de final da Copa do Mundo, um pequeno número de torcedores transita pelo entorno do Mané Garrincha. A movimentação ainda pequena, comparada aos jogos anteriores da Seleção em São Paulo e Fortaleza, se deve a um motivo: muitos brasileiros optaram por acompanhar antes Holanda x Chile, que se enfrentam neste momento, antes de ir para o estádio.

Um shopping localizado a menos de dois quilômetros do estádio instalou telões que exibem o jogo entre holandeses e chilenos. Nos bares próximos ao Mané Garrincha há também um concentração maior de torcedores que aguardam pelo adversário do time de Luiz Felipe Scolari, caso a vaga seja assegurada contra Camarões, nesta segunda-feira, às 17h.

Os torcedores que já se encontram no Mané Garrincha esperam pela abertura dos portões a partir de 14h. Ao contrário do que se viu em Fortaleza, quando os mexicanos promoveram uma grande festa do lado de fora da Arena Castelão, quase não é percebida a presença de camaroneses no estádio.

Em meios aos brasileiros, é possível ver ainda colombianos, que estiveram durante a semana passada na capital federal para acompanhar a partida entre a seleção da Colômbia diante da Costa do Marfim.