icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/07/2014
19:58

FOTO: Patrick Stollarz

O Mineirão foi palco nesta terça-feira de uma coleção de números impressionantes na goleada por 7 a 1 da Alemanha sobre o Brasil, pela semifinal da Copa do Mundo. Desde o recorde de Miroslav Klose em Mundiais, passando pelo maior vexame da história da Seleção Brasileira e a "equiparação" da equipe a Haiti e o antigo Zaire. Confira abaixo: 

MAIOR ARTILHEIRO DOS MUNDIAIS

O atacante Miroslav Klose fez, aos 22 minutos, o segundo da Alemanha no jogo e seu 16º na história do torneio. Com isso, isolou-se como o maior goleador do torneio, com um gol a mais que Ronaldo. 

FOTO: Pedro Ugarte/AFP

INTERVALO DOLOROSO

O Brasil é o primeiro dos campeões mundiais a ir para o intervalo de um jogo tendo levado cinco gols ou mais. Apenas os inexpressivos (futebolisticamente falando) Haiti e Zaire (atual Congo) passaram por isso. Ambos sentiram isso no Mundial de 74, na Alemanha. Os haitianos sofreram cinco nos 7 a 0 para a Polônia nos primeiros 45 minutos ao passo que os africanos levaram seis da Iugoslávia (partida terminou 9 a 0. 

FOTO: AFP

MAIOR DERROTA 

A derrota para a Alemanha foi a maior da história da Seleção Brasileira, que tem mais de cem anos. A maior havia sido o 6 a 0 para o Uruguai no Sul-Americano de 1920. Não foi a partida, porém, em que mais levou gols. Em amistoso de 34, a Iugoslávia fez 8 a 4 nos brasileiros. 

FOTO: Adrian Dennis

ALEMANHA PASSA A POLÔNIA

Até a semifinal do Mineirão, a Polônia era a seleção que mais gols fizera no Brasil em um jogo de Mundial. Foi na vitória por 6 a 5 do Brasil no Mundial de 38. 

FOTO: Odd Andersen 

A SEGUNDA MAIOR GOLEADA ALEMÃ

Os 7 a 1 marcaram a segunda maior goleada da Alemanha em um Mundial. A maior segue sendo os 8 a 0 sobre a Arábia Saudita, em 2002, na Ásia. Curiosamente, foi a partida em que Klose marcou seus primeiros gols em Copas: três. 

FOTO: Gabriel Bouys/ AFP

PRIMEIRA DERROTA

Felipão, campeão em 2002, sofreu sua primeira derrota no comando da Seleção Brasileira em Copas. Antes, eram dez vitórias e dois empates em 12 partidas. E que derrota!


FOTO: Pedro Ugarte

DERROTA NO BRASIL APÓS 12 ANOS

Foi a primeira derrota brasileira em casa desde 2002, quando levou 1 a 0 do Paraguai em amistoso pós-Copa. Em jogos oficiais foi apenas o quarto resultado negativo da Seleção na história em seus redutos. 

FOTO: Gabriel Brouys