icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/04/2014
16:46

Após fazer tudo o que estava a seu alcance ao longo dos 90 minutos da finalíssima contra o Santos, o goleiro Vagner brilhou na decisão por pênaltis, sendo o protagonista do bicampeonato paulista do Ituano. Herói por ter defendido a penalidade batida pelo zagueiro Neto, o camisa 1 rubro-negro mostrou humildade ao falar sobre o feito.

– Eu só sabia do Cícero, que é o batedor oficial. O restante dos jogadores eu nunca tinha visto bater. Foi meio que na sorte ali. Tentei induzir os batedores a bater onde eu queria. Não estava dando certo, mas na última consegui fazer a defesa – relatou o arqueiro.

Visado após a conquista do título estadual, Vagner já começa a ser sondado por alguns clubes. O atleta, no entanto, ainda não se mostra muito empolgado com a ideia de deixar o Galo de Itu.

– Ainda não conversei com meu empresário. A partir de amanhã (terça-feira)  a gente senta e vê se tem propostas. Tenho contrato com o Ituano até o fim do ano. Vou sentar com o Juninho e meu empresário e ver o que vamos resolver – afirmou o goleiro menos vazado do Paulistão, que viu suas redes sendo balançadas apenas 11 vezes depois de 19 duelos disputados.