icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/11/2014
12:45

Neste domingo, Lewis Hamilton se tornou bicampeão mundial da Fórmula 1 após vencer o Grande Prêmio de Abu Dhabi. O inglês, que já venceu o mundial de 2008 pela McLaren, dessa vez conquistou o título pela Mercedes, numa das disputas de título mais acirradas dos útlimos anos. Durante o GP, Lewis não teve muitos sustos, já que o seu companheiro de equipe e concorrente ao título, Nico Rosberg, fez uma corrida longe do que era esperado e sequer pontuou. O brasileiro Felipe Massa chegou em segundo, alcançando seu melhor resultado no ano.

Assim que as luzes apagaram e o ronco dos motores subiu no GP de Abu Dhabi, Rosberg logo percebeu que não era o seu dia. Antes mesmo da primeira curva ele viu seu companheiro de equipe, e rival pelo título, Lewis Hamilton ultrapassá-lo. E não parou por aí. A última corrida da temporada foi um verdadeiro pesadelo para Nico. O alemão não conseguia andar mais rápido que Hamilton, que só administrava a corrida. A partir da 26ª volta, a Mercedes começou a enfrentar problemas.

Rosberg reclamou que o carro perdia potência e viu Felipe Massa tirar cinco segundos em duas voltas e ultrapassá-lo. Logo depois, o carro de Hamilton também perdeu ritmo e quando parou no pit viu Felipe Massa assumir a liderança. A essa altura do campeonato, Rosberg tinha se complicado no pit, caído para sétimo, e o título que já era provável, ficou ainda mais fácil para Hamilton. Era só cruzar a linha de chegada e comemorar.

Faltando dez voltas para o fim, Felipe Massa fez sua última parada e Hamilton voltou a liderar. Lá atrás, Rosberg não saía do sétimo lugar, posição que não lhe dava o título mesmo que Hamilton não pontuasse. No fim, o inglês até foi pressionado por Massa, mas venceu. O brasileiro chegou em segundo e Valtteri Bottas completou o pódio. Rosberg cruzou a linha de chegada apenas em 14º.

Vale lembrar que pela primeira vez na Fórmula 1 uma corrida teve os pontos dobrados, uma novidade da Federação internacional de Automobilismo (FIA) no regulamento deste ano.

A CORRIDA

Rosberg largou mal, deixando Hamilton ultrapassá-lo logo de saída (Foto: AFP)

Logo na largada Rosberg não teve tração e viu Lewis Hamilton ultrapassá-lo antes da primeira curva. O brasileiro Felipe Massa foi bem e aproveitou falha do companheiro Valtteri Bottas (que caiu para oitavo) e pulou para a terceira posição. Rosberg precisava atacar Hamilton de qualquer maneira para ter chances de ser campeão, mas viu o inglês ir abrindo vantagem a cada volta.

Na 10ª volta Lewis Hamilton fez sua primeira parada nos boxes e logo na volta seguinte foi a vez de Rosberg. A equipe Mercedes fez um trabalho exemplar e os dois concorrentes ao título não tiveram problemas no pit. Quem se aproveitou foi o brasileiro Felipe Massa. Com um ritmo bom no início da corrida ele assumiu a liderança na 11ª volta após as duas "flechas de prata" pararem nos boxes.

A liderança do brasileiro durou pouco, apenas duas voltas, já que na 13ª Massa parou no pit para trocar os pneus super macios pelos macios. Com isso, Hamilton voltou a ser líder e Rosberg o segundo, mas o alemão não conseguia ser mais rápido que o inglês.

Com a liderança e sabendo que o segundo lugar lhe garantia o título, Hamilton administrou a corrida, não forçava muito nas curvas mas acelerava o suficiente para manter a diferença de Rosber sempre acima de dois segundos, não permitindo que o alemão utilizasse a asa móvel (só pode ser aberta com um segundo ou menos de deiferença) para diminuir a distância e conseguir a ultrapassagem.

Na 26ª volta Rosberg comunicou a equipe que o o carro estava perdendo muita potência. Hamilton disparou na liderança e Rosberg viu Felipe Massa tirar mais de cinco segundos em apenas duas voltas. Andando rápido, o brasileiro não demorou para ultrapassar o alemão e na 27ª volta assumiu o segundo lugar. Ali, Hamilton praticamente comemorava o título e só precisava terminar a corrida para se sagrar campeão mundial, mas problemas começaram a surgir.

Nas voltas seguintes a Mercedes de Lewis começou a cair de rendimento assim como o de Rosberg e Felipe Massa tirava mais de um segundo a cada volta. As Mercedes enfrentavam problemas, na 32ª volta hamilton parou no pit e Massa assumiu a liderança. Uma volta depois a outra Williams, de Bottas, ultrapassou Rosberg e assumiu o terceiro lugar.

A corrida realmente não era boa para Nico, ao parar no pit pela segunda vez, a roda dianteira direita demorou para entrar e o alemão perdeu mais tempo, caindo para a sétima posição. O desespero do piloto era nítido no rádio, reclamando com a equipe sem saber o que fazer.

Hamilton voltou a liderar quando Massa parou no pit para a última troca de pneus, faltando apenas dez voltas para o fim. O brasileiro fazia uma volta mais rápida atrás da outra e chegou a pressionar Hamilton nos últimos momentos da Fórmula 1 no ano, mas o inglês mostrou o porque é campeão, suportou a pressão e cruzou a linha de chegada em primeiro. Logo atrás de Massa, Bottas completou o pódio. Rosberg não chegou nem entre os dez primeiros e ficou fora da zona de pontuação.

CONFIRA O RESULTADO FINAL DO GP DE ABU DHABI
1 - Lewis Hamilton - Mercedes
2 - Felipe Massa - Williams
3 - Valtteri Bottas - Williams
4 - Daniel Ricciardo - Red Bull
5 - Jenson Button - McLaren
6 - Nico Hulkenberg - Force India
7 - Sergio Perez - Force India
8 - Sebastian Vettel - Red Bull
9 - Fernando Alonso - Ferrari
10 - Kimi Raikkonen - Ferrari
11 - Kevin Magnussen - McLaren
12 - Jean-Eric Vergne - Toro Rosso
13 - Romain Grosjean - Lotus
14 - Nico Rosberg - Mercedes
15 - Esteban Gutierrez - Sauber
16 - Adrian Sutil - Sauber
17 - Will Stevens - Caterham

Não completaram
Kamui Kobayashi - Caterham
Pastor Maldonado - Lotus
Daniil Kvyat - Toro Rosso


CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO FINAL DO MUNDIAL DE PILOTOS
1 - Lewis Hamilton - 384 pontos
2 - Nico Rosberg - 317 pts.
3 - Daniel Ricciardo - 238 pts.
4 - Valtteri Bottas - 186 pts.
5 - Sebastian Vettel - 167 pts.
6 - Fernando Alonso - 161 pts.
7 - Felipe Massa - 134 pts.
8 - Jenson Button - 126 pts.
9 - Nico Hulkenberg - 96 pts.
10 - Sergio Perez - 59 pts.
11 - Kevin Magnussen - 55 pts.
12 - Kimi Raikkonen - 55 pts.
13 - Jean-Eric Vergne - 22 pts.
14 - Romain Grosjean - 8 pts.
15 - Daniil Kvyat - 8 pts.
16 - Pastor Maldonado - 2 pts.
17 - Jules Bianchi - 2 pts.
18 - Adrian Sutil - 0 pt.
19 - Marcus Ericsson - 0 pt.
20 - Esteban Gutierrez - 0 pt.
21 - Max Chilton - 0 pt.
22 - Kamui Kobayashi - 0 pt.
23 - Will Stevens - 0 pt.