icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/03/2014
07:33

Pela segunda vez no ano, temos um treino com chuva na Fórmula 1 e, novamente, Felipe Massa viu o rendimento da sua Williams cair e encerrar o treino em uma posição ruim de largada. Melhor para Hamilton, que provou a força de sua Mercedes e cravou a pole, com o tempo de 1m59s431, seguido de muito perto por Sebastian Vettel, da Red Bull, com 1m59s486 e Nico Rosberg, com 2m00s050. Fechando a segunda fila, o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, na casa de 2m00s175. Na terceira, Ricciardo, da Red Bull, com2m00s541, e Raikkonen, da Ferrari, com a marca de 2m01s218, dividirão a primeira curva na Malásia.

Na parte final do treino, o erro de estratégia da McLaren custou melhor posição aos seus carros, com Magnussen em oitavo (2m02s213) e Button apenas em décimo (2m04s053), ambos iniciando a sessão final com pneus intermediários. Os dois "intrusos" no Q3, Nico Hulkenberg, da Force India, e Jean Eric Vergne, da STR, fecharam o treino na sexta e sétima posições, respectivamente, com os tempos de 2m02s712 e 2m03s078.

As surpresas do treino ficaram por conta do Q2, que viu a eliminação de ambos os carros da Williams, com Felipe Massa largando apenas em 13º, com o tempo do Q2 de 2m02s460, e seu companheiro, Valtteri Bottas, duas posições atrás, na casa de 2m02s756. 

O TREINO

Q1 - Com atraso e chuva, mas sem surpresas

Após muita chuva e 50 minutos de atraso, o treino iniciou com a Mercedes puxando a fila dos carros, tentanto evitar um pior ponto do circuito com menor visibilidade, além de aguardar nova chuva e, com isso, tentar garantir o melhor tempo mais rapidamente. E foram assim os primeiros 18 minutos de treino na Malásia.

Os pilotos deixaram os boxes com pneus intermediários, apesar da fortíssima chuva que caiu no circuito, mostrando que a drenagem do circuito de Sepang estava em dia. Garantindo um tempo 1s500 mais rápido que os concorrentes, já na primeira volta, a Mercedes apenas utilizou a segunda metade do Q1 para aquecer os pneus e, com a volta da chuva, garantiram a classificação facilmente.

Com 35 segundos para o final do treino, uma bandeira vermelha encerrou o Q1, após uma batida de Ericsson, da Caterham, que pisou na zebra durante uma curva e atingiu o muro, enchendo a pista de detritos e sujeira. Entre os eliminados, as habituais Caterham e Marussia, com Ericsson, Kobayashi, Chilton e Bianchi, alem da Sauber de Sutil e a Lotus, com Maldonado.

Q2 - Pista piora e Felipe Massa fica fora da parte final

Na segunda parte do treino, mais chuva e a pista mostrou uma piora grande. Com pouquíssima visibilidade, o primeiro acidente não demorou a acontecer e, com apenas 2 minutos, antes de qualquer piloto marcar tempo, Fernando Alonso e Daniil Kvyat dividiram uma curva e se chocaram. Pior para o espanhol, que perdeu a suspensão, mas conseguiu consertar a tempo de retornar à pista. Uma bandeira vermelha paralisou a sessão que reiniciou após 5 minutos.

Logo na primeira volta, Hamilton garantiu a liderança do Q2 e ainda melhorou seu tempo. Já o brasileiro Felipe Massa, provou que a Williams não tem bom desempenho na pista molhada e ficou fora da parte final da classificação, tentando até mesmo trocar seus pneus, de chuva para intermediário e retornando à estratégia anterior, perdendo, com isso, muito tempo e não conseguindo fechar uma boa volta encerrando o Q2 na 13ª posição, duas posições à frente de Bottas e ao lado de Kvyat, Gutierrez, Perez e Grosjeanm os outros eliminados.

- Nao é uma novidade que nosso carro não rende na chuva e foi muito dificil achar o carminho. Na Austrália conseguimos uma posição melhor, mas nao sei nem como. Nosso carro em chuva é muito diferente da condição de seco e novamente não largamos numa posição boa - disse Massa em entrevista à Rede Globo.

- Eu estava com o pneu de chuva no começo do Q2 e perguntava pelo rádio como estavam os outros pilotos, me engenheiro disse que o Bottas estava melhorando com o intermediário e eu pus o mesmo pneu, acho que foi uma falha de informação - completou.

Q3 - Estratégias com os pneus e Mercedes na ponta

Com os pilotos indo cedo à pista, as diferenças ficaram nas estratégias adotadas. Raikkonen, Button e outros pilotos saíram com pneus intermediários, o que se mostrou errado, visto a grande quantidade de água na pista. Hamilton foi o primeiro a marcar um tempo forte, seguido por Sebastian Vettel.

No final, a chuva aumentou e as condições da pista pioraram, não dando chances aos pilotos melhorarem seus tempos. Sorte dos que saíram primeiro e de Lewis Hamilton, que garantiu a pole, com Vettel em segundo e Rosberg em terceiro. Alonso fechou o treino em quarto, seguido de Ricciardo e Raikkonen. Hulkenberg encerrou a parte final do treino em sétimo, seguido por Magnussen, Vergne e Button, que com os pneus intermediários do começo ao fim, não conseguiu marcar boas voltas no Q3.

Confira o grid de largada da 2ª etapa do ano na Fórmula 1:

1 - Lewis Hamilton (ING) - Mercedes - 1m599s431
2 - Sebastian Vettel (ALE) - Red Bull - 1m59s486 
3 - Nico Rosberg (ALE) - Mercedes - 2m00s050
4 - Fernando Alonso (ALE) - Ferrari - 2m00s175
5 - Daniel Ricciardo (AUS) - Red Bull - 2m00s541
6 - Kimi Raikkonen (FIN) - Ferrari - 2m01s218
7 - Nico Hulkenberg (ALE) - Force India - 2m02s712 
8 - Kevin Magnussen (DIN) - McLaren - 2m02s213
9 - Jean Eric Vergne (FRA) Scuderia Toro Roso - 2m03s078
10 - Jenson Button (ING) - McLaren - 2m04s053
11 - Daniil Kvyat (RUS) - Scuderia Toro Roso - 2m02s351  
12 - Esteban Gutierrez (MEX) - Sauber - 2m02s369  
13 - Felipe Massa (BRA) - Williams - 2m02s460 
14 - Sergio Perez (MEX) - Force India - 2m02s511 
15 - Valtteri Bottas (FIN) - Williams - 2m02s756 
16 - Romain Grosjean (FRA) - Lotus - 2m02s885  
17 - Pastor Maldonado (VEN) - Lotus - 2m02s074  
18 - Adrian Sutil (ALE) - Sauber - 2m02s131
19 - Jules Bianchi (FRA) - Marussia - 2m02s702 
20 - Kamui Kobayashi (JAP) - Caterham - 2m04s595   
21 - Max Chilton (ING) - Marussia - 2m04s388   
22 - Marcus Ericsson (SUE) - Caterham - 2m04s407