icons.title signature.placeholder Luis Fernando Coutinho
27/06/2014
18:01

Sem lutar há mais de um ano, Hacran Dias volta ao maior evento de MMA do mundo neste sábado. O atleta da Nova União encara Ricardo Lamas em desafio do UFC de San Antonio em busca de redenção, já que foi derrotado em sua última apresentação na franquia. Diante de um ex-desafiante ao cinturão, o brasileiro recebeu dicas valiosas do campeão e companheiro de treinos José Aldo.

Em entrevista ao LANCE!Net, Hacran falou sobre a ajuda de Aldo, que venceu Lamas em disputa de cinturão em fevereiro. Segundo ele, o apoio do campeão aliado ao "alerta ligado" que a derrota de Renan Barão para TJ Dillashaw deixou na academia são suas armas.

- O Aldo conversou muito comigo sobre essa luta, geralmente depois dos treinos. Ficamos conversando e ele me dando dicas mesmo. 'Faz isso, faz aquilo'. Conselho de companheiro de Nova União e de amigo. Vai me ajudar muito na hora luta. A derrota do Barão só nos deu mais vontade de vencer. Lógico que ficamos triste pela derrota dele, mas tomamos como aprendizado, assim como ele já aprendeu com a derrota e vai voltar ainda mais forte - avaliou o atleta.

Ao ser perguntado aonde um triunfo diante do número três do ranking o colocaria no Ultimate, o lutador acredita que pode subir na classificação ao superar um atleta que acabou de disputar o título.

- Acredito que (a vitória) me coloca entre os tops da categoria, já que ele hoje está muito bem posicionado. Gosto desse tipo de desafio, contra oponentes de nome na organização. Vou vencer e estarei no top 15 - concluiu.

 
Hacran Dias treina com José Aldo para duelo (FOTO: Divulgação)

Confira um bate-papo com Hacran Dias
Você acha que o jogo do Lamas te favorece para o combate?
Conheço o jogo dele por ter participado do camp do Aldo para a luta contra ele, mas não me preocupo com o que ele pode fazer. Estou preocupado em colocar o meu jogo em prática, atacar primeiro, me defender bem e sair com essa vitória.

Você considera mudar de categoria algum dia?
Não penso nisso agora. Para o futuro, esse é um assunto do Dedé Pederneiras. Mas estou bem entre os penas, me sinto bem lutando na categoria.

Como você se sente voltando a lutar depois de tanto tempo parado?
Estou muito feliz por essa luta, já que tive dois combates cancelados depois da minha última apresentação. Estou com muita vontade de subir no octógono e vencer.