icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/03/2014
19:09

Na luta principal do UFC de Londres, que aconteceu neste sábado, Alexander Gustafsson nocauteou Jimi Manuwa e se colocou muito perto de uma nova disputa de cinturão. Com uma grande exibição, o atleta bateu o inglês, que estava invicto em sua carreira, por nocaute técnico no segundo round.

Gustafsson não deu muita brecha para seu adversário durante a luta. Logo no início do confronto, o sueco levou o duelo para o chão, onde dominou praticamente todo o primeiro assalto.

No segundo round, Manuwa tentou ser mais ofensivo na trocação, mas após tentar uma sequência de golpes, viu Gustafsson vir para cima e liquidar o combate. Encurralando seu oponente na grade, o sueco acertou uma joelhada certeira no queixo de Manuwa, que acusou o golpe. Logo depois, Gustafsson não perdeu tempo e encaixou novos socos, que fizeram seu adversário desabar no octógono.

Logo depois da vitória,, Gustafsson já deixou claro que não tem outra luta em mente no momento que não seja uma disputa de cinturão. O sueco fez questão de lançar o desafio para Jon Jones, pedindo uma revanche.

- Jon Jones, quero minha disputa de cinturão de novo. Quando você quiser – declarou Gustafsson, que foi derrotado pelo americano em setembro do ano passado, em luta que foi eleita a melhor do ano de 2013.

Gustafsson venceu Jimi Manuwa por nocaute técnico (FOTO: Getty Images)

Pelo Twitter, o presidente do UFC Dana White também já se manifestou projetando uma nova luta entre Gustafsson e Jones. Porém, o dirigente ressaltou que o americano ainda tem de passar por Glover Teixeira, no dia 26 de abril.

- Agora, se Jon Jones vencer, nós teremos uma revanche violenta! - postou Dana.

Com o triunfo sobre Manuwa, Gustafsson agora possui um cartel de 16 vitórias e duas derrotas no MMA. Do outro lado, o nigeriano naturalizado inglês amargou o primeiro revés em sua carreira, mantendo agora um histórico de 14 vitórias e uma derrota.

A LUTA
1º Round
Logo no início do confronto, Gustafsson investiu na derrubada e conseguiu levar seu adversário ao solo. No chão, o sueco tentou encaixar uma Kimura, mas não teve sucesso. Na parte final do assalto, os lutadores voltaram para a luta em pé, mas nenhum dos dois acertou um golpe contundente

2º Round
No segundo assalto, Gustafsson acertou o dedo no olho de seu adversário e o confronto teve de ser brevemente interrompido. Quando voltaram para o combate, Manuwa foi mais ofensivo e acertou bons golpes mas, logo depois, Gustafsson acertou uma bela joelhada, que o inglês sentiu. A partir daí, o sueco encaixou noves golpes e o árbitro interrompeu a luta, declarando vitória de Gustafsson por nocaute técnico.

Michael Johnson x Melvin Guillard

O co-evento principal da noite deixou a desejar e foi bastante vaiado pelo público presente na arena. Após três rounds de domínio no octógono, contra um adversário que procurou pouco a luta, Michael Johnson venceu Melvin Guillard por decisão unânime dos juízes.

Johnson tomou a iniciativa no confronto desde o início da luta, partindo para cima e encurralando seu oponente na grade. Guillard pouco levou perigo no combate, a não ser um cruzado de direita que acertou ainda no primeiro round. No restante da luta, Johnson foi superior e chegou perto de nocautear seu adversário no último assalto, mas Guillard resistiu.

Com o resultado, Johnson chegou a sua terceira vitória consecutiva pelo UFC, sustentando agora um cartel de 15 triunfos e oito derrotas. Do outro lado, o experiente Guillard agora possui um histórico de 48 vitórias e 13 derrotas na carreira.

Confira abaixo todos os resultados do card principal do UFC de Londres:
Alexander Gustafsson venceu Jimi Manuwa por nocaute técnico no segundo round
Michael Johnson venceu Melvin Guillard por decisão unânime (30 a 27, 30 a 27 e 29 a 28)
Brad Pickett venceu Neil Seery por decisão unânime (30 a 27, 30 a 27 e 29 a 28)
Gunnar Nelson venceu Omari Akhmedov por finalização no primeiro round