icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/11/2013
21:26

Se nem sempre a justiça é feita no futebol, na noite deste domingo ela resolveu dar as caras no Maracanã. Com medo de vencer o jogo, o Fluminense viu Gum, aos 45 minutos do segundo tempo, marcar contra e dar a vitória ao Flamengo.

A derrota complica ainda mais a situação do Tricolor no Brasileirão, que está com 36 pontos, mesma pontuação que o Vasco, primeiro time dentro da zona de rebaixamento. Já o Flamengo chegou aos 44 pontos na tabela.

Na próxima rodada, o Flamengo enfrenta o Goiás, adversário também desta quarta, às 21h, no sábado, no Maracanã. Enquanto o Tricolor pega o Corinthians, domingo, às 19h30, em São Paulo.

FALTA DE CRIATIVIDADE ATRAPALHA TIMES

De um lado, uma equipe com o pensamento distante, lá na quarta-feira. Do outro, um time sob enorme pressão, que necessitava urgentemente vencer. Foi em meio a este cenário que Flamengo e Fluminense protagonizaram um primeiro tempo chato. E a necessidade de conquistar os três pontos não fez com que o Tricolor fosse superior ao rival.

Com três atacantes, mas se um armardor, o Flu esbarrava na falta de criatividade. A melhor opção para a equipe das Laranjeiras era o veloz Biro Biro, que, por três vezes, ameaçou o gol de Paulo Victor. A melhor delas foi aos 23 minutos, quando o goleiro rubro-negro teve de fazer a defesa em dois tempos. Fora isso, pouco foi feito por um time que convive com a ameaça de rebaixamento.


Flu teve dificuldades para chegar ao ataque (Foto:Cleber Mendes/LANCE!Press)

Sem a mesma pressão que o arquirrival, o time de Jayme de Almeida, recheado por reservas, pareceu ter disputado os primeiros 45 minutos em stand by. Carlos Eduardo, mais uma vez titular, era o retrato de uma equipe passiva, que estava pautada pelos toques para os lados. A melhor chance do Fla aconteceu quando o falso lateral-esquerdo Frauches cruzou para Rafinha, que finalizou com perigo.

HERNANE GARANTE VITÓRIA DO FLA

Sem alterações, ambos os times, ao menos no início do segundo tempo, demonstraram outra postura. Mais movimentada, a segunda etapa teve a primeira grande chance de gol aos três minutos. Rafinha fez ótimo cruzamento para Hernane, que, na frente do gol, conseguiu chutar para fora - algo incomum para o Brocador.

O ímpeto ofensivo dos dois times, porém, foi acabando com o passar do tempo. A impressão que dava era que o Fluminense tinha medo de ser feliz, enquanto o Rubro-Negro demonstrava satisfação com mais um ponto somado. Para se ter uma ideia, o time de Vanderlei Luxemburgo só conseguiu levar perigo ao gol do Fla aos 37 minutos, quando Rafinha, improvisado na lateral direita, chutou para fora.

E o medo de vencer fez com que o Fluminense perdesse o jogo. Aos 45 minutos, Bruninho puxou belo contra-ataque e tocou para Adryan, que rapidamente viu Rafinha na ponta. O atacante cruzou buscando Hernane, mas antes do atacante chegar o zagueiro Gum empurrou para o fundo das redes do Flu. Gol contra!


Hernane festeja o gol do Flamengo (Foto: Paulo Sergio/LANCE!Press)

Sem mais tempo para nada, os jogadores esperaram apenas alguns segundos para o juiz sacramentar o fim do jogo e a vitória do Flamengo.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1 X 0 FLUMINENSE

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 3/11/2013 - 19h30
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden - RS (FIFA)
Auxiliares: Altemir Hausmann - RS (FIFA) e Rafael da Silva Alves - RS (CBF-1)
Renda e público: R$ 1.215.305,00 / 26.072 pagantes
Cartões amarelos: Rafinha (FLA); Edinho (FLU)

GOLS: Gum (contra), aos 45'/2ºT (1-0)

FLAMENGO: Paulo Victor, Digão, Wallace, González, Frauches; Amaral, Val, Luiz Antonio, Carlos Eduardo (Adryan, aos 27'/2ºT) e Gabriel (Bruninho, aos 14'/2ºT); Rafinha e Hernane. Técnico: Jayme de Almeida

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Gum, Leandro Euzébio e Anderson; Bruno (Rafinha, aos 9'/2ºT), Edinho, Diguinho (Igor Julião, aos 25'/2ºT), Jean e Biro Biro; Rafael Sobis e Samuel (Marcelinho, aos 19/2ºT) - Técnico: Vanderlei Luxemburgo