icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/11/2014
18:10

O domingo foi marcado por eleições na Catalunha. Com a presença do técnico Guardiola e de alguns jogadores do Barcelona, a região foi às urnas pela independência do território ao governo central de Madri.

- É muita gente que pede para votar sobre o futuro da Catalunha. Não há lei que impeça essas pessoas. O dever dos políticos é ouví-las - declarou o técnico do Bayern de Munique, que é catalão.

E MAIS

HOME: Veja as últimas notícias do futebol internacional
Cristiano Ronaldo consegue novo recorde no Espanhol

Segundo o diário "AS", por parte do elenco do Barcelona, votaram Xavi, Montoya e Sergi Roberto, além dos ex-presidentes Joan Laporta e Sandro Rosell.

O zagueiro Piqué, que, nos últimos meses, participou de manifestações a favor da independência do região, não se manifestou sobre o assunto. A presença do defensor nas ruas causou até um desconforto na Liga Profissional de Futebol, entidade responsável pelo Campeonato Espanhol. O presidente chegou a lembrar que o Barça não poderia disputar o torneio se a região torna-se independente do país.

Apesar da mobilização dos catalães, a votação não tem validade legal. O pleito serve apenas para a população expressar a opinião sobre o assunto e pressionar ainda mais o governo da Espanha.