icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/03/2014
11:05

Titular na última rodada do Campeonato Paulista, o zagueiro Neto, do Santos, espera uma partida complicada contra a Ponte Preta, pelas quartas de final do Estadual. O jogador, que foi treinado pelo técnico Vadão entre 2009 e 2010, quando os dois estavam no Guarani, elogia o comandante que asusmiu a Macaca no começo do mês.

Neto também afirma que a partida vai ser decidida nos detalhes e que a equipe que conseguir errar menos vai sair vitoriosa. Para evitar esses erros, o zagueiro explica que o elenco vai ver vídeos do adversário para saber como parar a Macaca.

 - Será jogo mais ou menos igual ao do Palmeiras, difícil. O Vadão é grande treinador e já foi foi meu treinador. Quem errar menos vai sair vitorioso. A gente vai começar a ver os vídeos, o que tem de bom, para entrar em campo sabendo o que tem que ser feito - explica o defensor.

Antes de chegar ao Santos, em 2013, Neto teve passagem pelo Guarani e, por isso, vê força no futebol de Campinas. O jogador sentiu a grande rivalidade entre a Ponte Preta e o Bugre, mas nega que guarde alguma mágoa dos tempos que jogou no interior.

- Passei pelo Guarani, tem rivalidade muito grande lá. Lá, vi torcedor do Guarani ser morto em jogo do sub-15. Procuro respeitar a Ponte, porque tem história, tradição, teve grandes jogadores e tem grandes jogadores. Espero vencer, independente da rivalidade antiga, nada de rancor - afirma o zagueiro.