icons.title signature.placeholder Amélia Sabino, Pedro Leanza e Vinícius Perazzini
icons.title signature.placeholder Amélia Sabino, Pedro Leanza e Vinícius Perazzini
28/07/2013
16:21

Se o Maracanã não é mais aquele mesmo de antigamente, o clima que gira no entorno do estádio também mudou. Com ingressos bem mais caros, o clima amistoso entre as torcidas e a elitização dos torcedores foi percebida horas antes do início da partida.

Pelo lado do Flamengo, a maioria dos rubro-negros trajavam a nova camisa rubro-negra, da Adidas, que custa cerca de R$ 200. Outro ponto que chamou atenção foi um grupo de quatro moradores de Brusque em Santa Catarina, que vieram para o Rio de Janeiro apenas para assistir ao clássico com o Botafogo, neste domingo. Os catarinenses são sócio-torcedores do clube.

- A ideia é essa. É ajudar sempre o clube, além do mais somos sócios do Flamengo - disse um dos torcedores.

Diferente dos tempos passados, não se via a presença de ambulantes no entorno do Maracanã. Um grande efetivo da Guarda Municipal coibia a presença dos vendedores.


Até o fim de sábado, foram comercializados 36 mil bilhetes dos 64.179 disponibilizados. A expectativa de clube é superior a 50 mil pessoas.

A partida entre Flamengo e Botafogo marca o reencontro dos dois clubes com o Maracanã. O último jogos entre os clubes no estádio foi em 14 de julho de 2010, quando o Rubro-Negro venceu por 1 a 0, pelo turno do Brasileiro.

Se o Maracanã não é mais aquele mesmo de antigamente, o clima que gira no entorno do estádio também mudou. Com ingressos bem mais caros, o clima amistoso entre as torcidas e a elitização dos torcedores foi percebida horas antes do início da partida.

Pelo lado do Flamengo, a maioria dos rubro-negros trajavam a nova camisa rubro-negra, da Adidas, que custa cerca de R$ 200. Outro ponto que chamou atenção foi um grupo de quatro moradores de Brusque em Santa Catarina, que vieram para o Rio de Janeiro apenas para assistir ao clássico com o Botafogo, neste domingo. Os catarinenses são sócio-torcedores do clube.

- A ideia é essa. É ajudar sempre o clube, além do mais somos sócios do Flamengo - disse um dos torcedores.

Diferente dos tempos passados, não se via a presença de ambulantes no entorno do Maracanã. Um grande efetivo da Guarda Municipal coibia a presença dos vendedores.


Até o fim de sábado, foram comercializados 36 mil bilhetes dos 64.179 disponibilizados. A expectativa de clube é superior a 50 mil pessoas.

A partida entre Flamengo e Botafogo marca o reencontro dos dois clubes com o Maracanã. O último jogos entre os clubes no estádio foi em 14 de julho de 2010, quando o Rubro-Negro venceu por 1 a 0, pelo turno do Brasileiro.