icons.title signature.placeholder Michel Castellar
05/07/2014
10:32

A greve de rodoviários no Distrito Federal, iniciada na noite desta sexta-feira, fez com que os ônibus gratuitos que saem da rodoviária central de Brasília para o Estádio Nacional Mané Garrincha, não circulassem na manhã deste sábado.

Em todos os jogos o governo do Distrito Federal disponibilizou frota de 40 ônibus para levar os torcedores gratuitamente até o estádio. Esses veículos circulam ininterruptamente.

E MAIS:
> Do ouro à semifinal: Argentina é quase a mesma de Pequim-2008
> Aos 43 anos, experiente Mondragón anuncia a aposentadoria

Sem os ônibus, os torcedores estão fazendo o trajeto de 3 Km a pé, entre a rodoviária e o estádio. Muitos se decepcionam ao saber que não haverá transporte para conduzi-los ao Mané Garrincha.

O governo do Distrito Federal tenta negociar para que os ônibus da linha gratuita voltem a circular. Faltando uma hora e meia para o jogo, a circulação ainda não estava regularizada. Apenas dois veículos foram encontrados na rodoviária de Brasília, mas ambos não farão o trajeto ao estádio.

Um dos poucos ônibus que apareceram na rodoviária (Foto: Michel Castellar)


A movimentação já é grande pelas ruas do Plano Piloto. Há muitos argentinos e, por enquanto, a convivência com os brasileiros tem sido harmoniosa apesar das provocações.

Às 10h30, cinco ônibus contratados pelo Governo do DF apareceram e começaram a circular para o estádio. mas como novos veículos não iriam chegar, o serviço foi suspenso definitivamente. Com isso, os fiscais de transporte orientam os torcedores a seguirem a pé até o Mané Garrincha.