icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/07/2013
10:13

Apesar de o clube não confirmar, o Grêmio vai ao Rio de Janeiro para se reunir com Renato Gaúcho. O encontro com o treinador acontecerá na capital carioca e encaminha o acerto com o clube gaúcho e o ídolo e treinador. O diretor executivo Rui Costa e o assessor de futebol Marcos Chitolina viajaram para o encontro. Ambos foram ausências no treinamento da manhã desta segunda-feira, no Olímpico. O empresário do técnico, Gerson Oldenburg, também deixou Porto Alegre na manhã desta segunda para a reunião.

O nome de Renato Gaúcho sempre circulou de maneira forte nos bastidores gremistas. A relação do treinador com o presidente Fàbio Koff é antiga: o comandante era jogador e ganhou a Libertadores e o título mundial em 1983. Além disso, Renato esteve no mesmo vestiário que Rui Costa em 2010, quando teve arrancada que garantiu vaga para a Libertadores.

Além disso, o nome de Renato ganha força na cúpula. O ex-presidente Duda Kroeff manifestou publicamente o apoio a contratação do treinador: escreveu que é a "melhor opção" para o momento e que seria campeão brasileiro que se tivesse contratado o treinador antes. Duda é muito próximo de Koff - só foi presidente por conta do apoio do atual mandatário.

O empresário de Renato já havia afirmado que a situação seria a perfeita para assumir o Tricolor. Disse que o clube gaúcho sempre será um projeto preferencial para o clube. Os dirigentes gremistas não haviam descartado a possibilidade de viajar para fechar com o treinador. Além de Renato, será necessário fechar com um preparador físico, já que Antônio Mello também deixou o clube.

Apesar de o clube não confirmar, o Grêmio vai ao Rio de Janeiro para se reunir com Renato Gaúcho. O encontro com o treinador acontecerá na capital carioca e encaminha o acerto com o clube gaúcho e o ídolo e treinador. O diretor executivo Rui Costa e o assessor de futebol Marcos Chitolina viajaram para o encontro. Ambos foram ausências no treinamento da manhã desta segunda-feira, no Olímpico. O empresário do técnico, Gerson Oldenburg, também deixou Porto Alegre na manhã desta segunda para a reunião.

O nome de Renato Gaúcho sempre circulou de maneira forte nos bastidores gremistas. A relação do treinador com o presidente Fàbio Koff é antiga: o comandante era jogador e ganhou a Libertadores e o título mundial em 1983. Além disso, Renato esteve no mesmo vestiário que Rui Costa em 2010, quando teve arrancada que garantiu vaga para a Libertadores.

Além disso, o nome de Renato ganha força na cúpula. O ex-presidente Duda Kroeff manifestou publicamente o apoio a contratação do treinador: escreveu que é a "melhor opção" para o momento e que seria campeão brasileiro que se tivesse contratado o treinador antes. Duda é muito próximo de Koff - só foi presidente por conta do apoio do atual mandatário.

O empresário de Renato já havia afirmado que a situação seria a perfeita para assumir o Tricolor. Disse que o clube gaúcho sempre será um projeto preferencial para o clube. Os dirigentes gremistas não haviam descartado a possibilidade de viajar para fechar com o treinador. Além de Renato, será necessário fechar com um preparador físico, já que Antônio Mello também deixou o clube.