icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/07/2014
08:07

O ataque não tem sido dos mais eficientes nos últimos jogos. A seca acabou, é verdade. Mas nas últimas cinco partidas, o Grêmio só marcou um gol. Não fosse sua solidez defensiva, poderia ter tido mais problemas na tabela. O setor será repetido pela terceira vez consecutiva e acaba sendo um trunfo de Enderson Moreira para voltar a vencer em casa.

Contra Figueirense, Goiás, Palmeiras e Sport, o goleiro Marcelo Grohe não foi vazado. Nas últimas duas partidas, desde o retorno do Brasileirão, Enderson pode repetir a formação com o zagueiro Saimon na lateral esquerda, Rhodolfo e Geromel no miolo da zaga e Pará na direita. Também manteve os dois volantes: Ramiro e Riveros.

- Nosso sistema é bem sólido, bem consistente, e isso não é mérito da linha de quatro apenas e sim de todo pessoal que marca e se esforça. Futebol exige isso hoje. Começa no atacante, fechando o volante. Os meias acompanhando laterais. É mérito de todos. E temos que continuar trabalhando para manter esse sistema com baixo número de gols, ficamos mais próximos da vitória assim. É continuar trabalhando e não se acomodar - comentiu o camisa 1.

Assim, a movimentação defensiva parece estar ajustada. O que vira um trunfo contra o desencaixe momentâneo do ataque. No setor ofensivo, o Grêmio tem sido pouco efetivo. Contra o Goiás, por exemplo, teve quase 20 finalizações. Mas acabou não marcando. O bom momento na defesa dá tranquilidade para que não se pense em derrota.

- Eu gosto de ressaltar toda a equipe, não é mérito de um jogador só ou de um setor, é mérito de toda a equipe. Que começa na frente com a marcação do Barcos e vem vindo e depois o sistema defensivo. Acho que é um trabalho conjunto, sem dúvida é importante ter um sistema sólido, nos ajuda a conquistar resultados importantes. Esperamos continuar nesta batida - completou o goleiro.

O Grêmio está encaminhado para o duelo com o Coritiba, no domingo, às 18h30, na Arena. Fernandinho, regularizado, fará sua estreia. O time terá Marcelo Grohe; Pará, Rhodolfo, Geromel e Saimon; Riveros, Ramiro, Fernandinho, Giuliano e Luan; Barcos.