icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/04/2014
10:11

O Grêmio entra em campo em uma situação inédita na temporada. Pisará no campo do Estádio Centenário em desvantagem e precisa marcar dois gols para reverter a vantagem do rival no Gre-Nal. A ideia gremista é atacar com responsabilidade, sem se desguarnecer na defesa. Tarefa complicada da equipe de Enderson Moreira.

A obrigação de furar a defesa colorada é algo que coloca um peso diferente no jogo para o Tricolor. Das melhores campanhas da Libertadores, o time não está entre os oito melhores ataques. Mas na última partida como visitante, fez o resultado necessário contra o Atlético Nacional, na Colômbia: 2 a 0.

- Teoricamente sim, precisamos fazer gols, então temos que atacar. Mas nunca esquecendo de uma consistência defensiva, se toma um complica tudo. Tem que atacar de maneira organizada e fazer os gols que precisamos - comentou o volante Ramiro.

Um dos responsáveis por exercer funções de ataque e marcação é o atacante Dudu. Jogando aberto pela esquerda, o camisa 7 retorna para marcar e fechar o meio-campo gremista. Para ele, a postura na Arena foi muito defensiva. O que impediu um melhor resultado para o Tricolor.

- Estamos tranquilos, sabemos que temos que buscar um gol de cada vez. Não adianta colocar na cabeça de fazer os dois. Aí não sai nenhum. Temos que pensar em um a um para fazer. Procuramos nos defender muito na Arena, não temos que nos preocupar em defender, temos que atacar, mas com responsabilidade para não se abrir demais - explicou Dudu.

O Grêmio não está confirmado para o jogo de maneira oficial. A tendência é que mantenha a escalação da última vitória na Libertadores, na Arena. No entanto, é possível que Jean Deretti entre na equipe, ou na vaga de Edinho, ou na vaga de Alán Ruiz.