icons.title signature.placeholder Eduardo Moura
20/11/2013
08:03

O momento financeiro do Grêmio não é dos melhores. O déficit tricolor beira os R$ 80 milhões e o ano ainda nem fechou. A saída para fechar o balanço em dia será, claro, mexer no elenco. Não só na folha salarial, mas em negociações que rendam polpudas fatias ao clube no final do ano. Na fila para ser negociados, três jogadores que chegaram no início do ano, são titulares e jovens: Bressan, Alex Telles e Ramiro.

A ordem escrita também é a de probabilidade de saída do clube. O zagueiro é quem está em um trâmite mais próximo de deixar o Grêmio. O empresário do defensor, Marcelo Lipatin, está na Alemanha e tem reunião marcada nesta quarta-feira com um clube europeu. Uma proposta pelo camisa 15 gremista, 20 anos, pode ser formulada e trazida na bagagem do agente, principalmente da Itália, país por onde passará. Para valorizar ainda mais Bressan, ele tem cidadania italiana e não ocupa vaga como estrangeiro.

Alex Telles era um dos destaques do elenco até alguns jogos atrás, quando passou a oscilar um pouco. O Grêmio já adquiriu parte dos direitos econômicos do camisa 13, tendo agora 60% da fatia de uma possível venda. Porém, o mais perto de uma transferência foi um interesse do Napoli, que não foi para frente. Na avaliação de um dos empresários do atleta, Fernando Otto, o ideal seria esperar a disputa da Libertadores do próximo ano, para uma valorização.

O volante Ramiro, por ora, tem apenas algumas procuras ao seu procurador e pai, Gilnei Benetti, mas nada concreto. A ideia também é deixá-lo disputar a Libertadores do próximo ano, para ganhar experiência e também se valorizar.

- Não é uma questão do Grêmio. Eu falo pelo Grêmio, mas as fontes de receitas dos clubes são vendas de atletas e televisão. Já são ativos valorizados, a possibilidade de vender um ou dois recoloca o equilíbrio financeiro para o clube. Bressan já sabíamos que poderia haver, é um jogador comunitário, isso é precioso ao mercado europeu. Eles conquistaram isso, sempre tivemos a confiança de chegar nesse nível. São jovens, que vieram sob um cenário de desconfiança, um tom jocoso até em alguns comentários que estávamos nos reforçando no Juventude - comentou o diretor-executivo Rui Costa na Rádio Bandeirantes.

Do elenco, outros com perfil semelhante, que são jovens, afirmados e podem render dividendos ao clube há o volante Souza e o zagueiro Werley, hoje reserva. Yuri Mamute, destaque na base, já recebeu algumas sondagens. Além das vendas, o Tricolor buscará diminuir mais ainda a folha salarial para o próximo ano. Por isso, a permanência de jogadores como Vargas, Zé Roberto e Elano se complica, já que todos têm altos custos.