icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/07/2013
15:17

Ao acertar a negociação de Hernán Barcos, o Palmeiras deveria receber cinco jogadores do Grêmio. Porém, apenas quatro vieram - Rondinelly, Léo Gago, Leandro e Vilson - e Marcelo Moreno, que era outro pretendido, escolheu por continuar no clube gaúcho, e meses depois foi para o Flamengo. Para compensar a peça que falta no acerto, o Tricolor ofereceu que dois jogadores tivessem seus vínculos renovados para o ano que vem.

- Existe o quinto jogador, que deixei claro à comissão técnica que não quero trazer alguém só para dar uma satisfação à opinião pública. Eles abriram a possibilidade do Léo Gago e do Rondinelly ficarem mais um ano para compensar a contratação do quinto jogador - explicou o presidente Paulo Nobre, em entrevista à TV Estadão.

Dos gremistas no elenco, o Verdão já tem um acerto para renovação unilateral com Leandro - o atacante é o artilheiro do time no ano com dez gols e está bem adaptado ao clube. Assim como os outros três, Vilson tem contrato com o Verdão por enquanto só até o fim do ano, mas como seu acerto com o Grêmio se encerra na mesma época, ele não deve ter dificuldades para renovar.

Léo Gago, por sua vez, vinha atuando como titular até sofrer a lesão no tornozelo direito, que o obrigou a passar por cirurgia. Com oito jogos pelo time e um gol marcado, o Alviverde já tinha demonstrado interesse em manter o volante no seu elenco. Só Rondinelly não conseguiu seu espaço: ele entrou apenas em duas partidas no Paulistão, e está encostado - o meia nem tem sido relacionado por Gilson Kleina.

Ainda sobre o elenco, Paulo Nobre avisou que o grupo da Série B deve ser a base para a disputa da temporada 2014, quando o clube completa cem anos. Sem querer dar dicas sobre o que será feito de especial para a comemoração, o presidente apenas falou sobre quando espera ter o Allianz Parque à disposição. De acordo com ele, a ideia é de que o primeiro jogo aconteça entre abril e maio - um pouco depois da previsão da construtora WTorre, que prevê conclusão da obra para o primeiro trimestre de 2014.

Ao acertar a negociação de Hernán Barcos, o Palmeiras deveria receber cinco jogadores do Grêmio. Porém, apenas quatro vieram - Rondinelly, Léo Gago, Leandro e Vilson - e Marcelo Moreno, que era outro pretendido, escolheu por continuar no clube gaúcho, e meses depois foi para o Flamengo. Para compensar a peça que falta no acerto, o Tricolor ofereceu que dois jogadores tivessem seus vínculos renovados para o ano que vem.

- Existe o quinto jogador, que deixei claro à comissão técnica que não quero trazer alguém só para dar uma satisfação à opinião pública. Eles abriram a possibilidade do Léo Gago e do Rondinelly ficarem mais um ano para compensar a contratação do quinto jogador - explicou o presidente Paulo Nobre, em entrevista à TV Estadão.

Dos gremistas no elenco, o Verdão já tem um acerto para renovação unilateral com Leandro - o atacante é o artilheiro do time no ano com dez gols e está bem adaptado ao clube. Assim como os outros três, Vilson tem contrato com o Verdão por enquanto só até o fim do ano, mas como seu acerto com o Grêmio se encerra na mesma época, ele não deve ter dificuldades para renovar.

Léo Gago, por sua vez, vinha atuando como titular até sofrer a lesão no tornozelo direito, que o obrigou a passar por cirurgia. Com oito jogos pelo time e um gol marcado, o Alviverde já tinha demonstrado interesse em manter o volante no seu elenco. Só Rondinelly não conseguiu seu espaço: ele entrou apenas em duas partidas no Paulistão, e está encostado - o meia nem tem sido relacionado por Gilson Kleina.

Ainda sobre o elenco, Paulo Nobre avisou que o grupo da Série B deve ser a base para a disputa da temporada 2014, quando o clube completa cem anos. Sem querer dar dicas sobre o que será feito de especial para a comemoração, o presidente apenas falou sobre quando espera ter o Allianz Parque à disposição. De acordo com ele, a ideia é de que o primeiro jogo aconteça entre abril e maio - um pouco depois da previsão da construtora WTorre, que prevê conclusão da obra para o primeiro trimestre de 2014.