icons.title signature.placeholder Eduardo Moura
16/12/2013
15:09

O Grêmio irá anunciar o novo técnico para a próxima temporada, dentro de algumas horas. Depois de uma série de reuniões que tomaram a manhã desta segunda-feira, os gaúchos não irão renovar o contrato de Renato Gaúcho para 2014. O anúncio oficial será feito ainda nesta segunda no site oficial do clube. Assim, Enderson Moreira está próximo de assumir para comandar o Tricolor na Libertadores. O blog De Prima havia apurado que o treinador já tinha avisado que não permaneceria.

A segunda-feira foi de reuniões decisivas dentro da diretoria gremista. Após intensas conversas entre o presidente Fábio Koff e o diretor-executivo Rui Costa, chegou-se a um consenso e o contato com Renato Gaúcho foi feito. O Tricolor não chegou a um acordo com o técnico Renato Gaúcho, que comandou a equipe desde julho até o final do ano e levou o clube à vice-liderança do Brasileirão.

A confirmação de Enderson passa diretamente pelo desacerto financeiro com o ídolo gremista. Nesta segunda-feira, Koff era quem tinha as rédeas da negociação. O empresário de Renato, Gerson Oldenburg, esperava um contato do mandatário tricolor e uma resposta da proposta feita. Algo que aconteceu. O Grêmio avisou que não gostaria de contar com o treinador nos valores propostos.

- O anúncio será hoje. Fizemos já o contato com o Renato, falamos com ele e deixa as portas abertas. Nenhum problema na relação pessoal, segue muito boa. Vamos anunciar os fatos novos - disse Rui Costa ao L!Net, sem confirmar a saída de Renato, mas em tom de despedida.

O nome de Enderson Moreira surgiu muito forte na noite de sábado, após seu desligamento do Goiás. Fontes davam o negócio como certo. A diretoria tricolor afirmava que a situação seria definida até esta terça e que trabalhava com opções. O comandante do Goiás goza de prestígio entre os dirigentes tricolores, pelo trabalho feito no Esmeraldino nos últimos dois anos.

O treinador tem passagem destacada pelas categorias de base. Era técnico do time B do Internacional em 2010 e 2011, quando a equipe foi dissolvida por conta de eliminação no primeiro turno do Gauchão. Participou da formação de jogadores como Oscar, Leandro Damião e Walter. Teve uma rápida passagem no comando do Fluminense, em 2011, antes da chegada de Abel Braga. E assumiu o Goiás ao final daquele ano. Tem dois títulos goianos e a Série B do ano passado no currículo.