icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/03/2014
20:14

O jogo é daqueles decisiivos. O ambiente será hostil certamente. Mas o Grêmio espera quebrar todo este clima complicado e torná-lo até mesmo um pouco ruim para o Newell's Old Boys com posse de bola, na quarta-feira, às 22h, no Marcelo Bielsa. E o discurso é de mninimizar a pressão do confronto pela Libertadores.

A partida na Arena é uma primeira amostragem do que os argentinos são capazes. Controlaram o jogo no primeiro tempo, embora não tenham criado chances de gol. Os gremistas esperam um adversário mais incisivo. O lateral Pará tem a receita para parar os gringos.

- Temos que ter a bola nos nossos pés, aí fazemos o adversário correr. Façamos também com que a torcida tenha um pouco de desconfiança. Sabemos que não é fácil, a torcida vai empurrar eles e é fundamental para quem joga em casa. Mas vamos conversar e falar mais sobre o jogo. Se trata de uma final, queremos muito essa vitória lá em Rosário para encaminhar essa classificação - destacou o lateral-direito do Tricolor.

Outro ponto levantado é diminuir a importância do ambiente do jogo. O estádio certamente receberá bom público, como a Arena na última semana. Mas isto não preocupa tanto os tricolores.

- É uma pressão de todo o grande jogo. Sabemos da nossa responsabilidade e nossos objetivos. E sabemos da força da torcida deles. Mas o futebol se resolve nas quatro linhas. É 11 contra 11 e faremos nosso melhor para sair com a vitória - completou o volante Ramiro.

O Grêmio chega nesta terça-feira pela manhã em Rosário. Irá treinar no Marcelo Bielsa no período da tarde. Dudu e Alán Ruiz disputam a vaga de Zé Roberto, com lesão no tornozelo esquerdo.