icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/07/2014
12:42

O Coritiba definitivamente não passa por um bom momento. Vice-lanterna, à frente apenas do Flamengo, a equipe de Curitiba tem apenas uma vitória no Campeonato Brasileiro, no retorno após a Copa do Mundo, contra o Goiás. Apesar da sequência ruim, o alviverde requer atenção. Um jogador em especial: o meia Alex.

Centro do Coxa desde que retornou, o camisa 10 do time paranaense não vive a temporada com o mesmo brilho da anterior, quando começou a competição como goleador. Nesta temporada, tem 16 jogos, com sete gols marcados. O técnico Enderson Moreira estudou o rival por meio de vídeos e afirmou que os últimos resultados da equipe - derrotas para Botafogo e Figueiresen - não corresponderam com o rendimento do adversário deste domingo.

- É uma peça que temos que nos preocupar. É decisivo. Não só pela assistência e definição, mas tem uma bola parada muito quaificada. Ele se sente mais à vontade com uma falta próxima do que pênalti, tamanha capacidade. Mas o Coritiba tem jogadores de qualidade: Gil, Robinho, Dudu, jogadores que têm dinâmica e mobilidade. A equipe como um todo tem boas peças, é organizada. Evidente que se a gente conseguir neutralizar as ações do Alex, é um passo importante para buscar a vitória - comentou o técnico Enderson Moreira.

Além disso, o Coritiba tem também no seu cartel uma vitória sobre o Tricolor em plena Arena, no ano passado. No confronto do Couto Pereira, mais facilidade ainda: 4 a 0. Tudo isso faz com que os gremistas mantenham o alerta ligado. Além, claro, da presença de Celso Roth, figura representativa para o Rio Grande do Sul.

- Temos um jogo extremamente difícil com o Coritiba. Ano passado eles trouxeram muitas dificuldades aqui. Conheço o Celso, sei da capacidade dele. Vi os últimos quatro jogos deles, a vitória sobre o Goiás, as derrotas em casa e com o Botafogo. Mas sempre argumentou bem, um time que criou possibilidades de gol - avaliou o comandante gremista.

O Grêmio está definido para o duelo de logo mais com a estreia de Fernandinho. O Tricolor terá Marcelo Grohe; Pará, Rhodolfo, Pedro Geromel e Saimon; Ramiro, Riveros, Fernandinho, Giuliano e Luan; Barcos.