icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/03/2014
09:47

A derrota não veio em boa hora. Mesmo que possa ser revertida no jogo de volta da final, o 2 a 1 para o Internacional coloca um ponto de interrogação no bom momento que o Grêmio vinha vivendo. Apesar de jogar bem no primeiro tempo, foi dominado no segundo. Ainda assim, do presidente aos jogadores garantem que o resultado não irá influenciar em nada a caminhada na Libertadores.

O Grêmio já viajou às 6h30 desta segunda-feira para a Colômbia, onde enfrentará o Atlético Nacional na quarta-feira. O elenco teve de concentrar horas depois do Gre-Nal. A maratona segue intensa. Mas os gremistas "mudaram a chave" para tentar a classificação antecipada. Uma vitória pode colocar o Tricolor nas oitavas de final da competição.

- Tem coisas boas que aconteceram, a força com que buscamos o gol. E algo que não funcionou bem, que temos que analisar, Uma equipe campeã se faz com derrotas, com poucas, mas se faz com derrotas. Tem que ressaltar que os atletas são cumpridores do que pensamos e falamos - disse Enderson Moreira.

A tendência é de nova repetição do time tricolor contra o Atlético Nacional. O discurso é de "tirar proveito" da derrota para o maior rival. Do alto de sua experiência bicampeão da Libertadores, o presidente Fábio Koff tratou de tranquilizar o clima entre o elenco.

- Estava conversando com o Enderson e dizendo que equipes vitoriosas se fazem com derrotas também, desde que saiba tirar proveito dos resultados negativos. A equipe campeã não é a que ganha todos os jogos, é a que ganha os jogos fundamentais para o título - ensinou Koff.

Os jogadores também minimizaram a derrota na saída de campo e na zona mista da Arena. Garante que o foco já está no próximo adversário, sem remoer o 2 a 1 para os colorados.

- Nada, não influencia, é um campeonato totalmente diferente. Temos que que esquecer o Gre-Nal e focar na Libertadores, que é nosso objetivo na temporada - completou o atacante Dudu.