icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/11/2013
08:02

O jogo é contra o Vasco, que briga contra o rebaixamento. Seguinte ao duelo com o líder Cruzeiro, tão esperado por todos dentro do clube. Mas o Grêmio irá enfrentar o time carioca, na noite desta quarta-feira, às 19h30, na Arena, com um clima de pressão e como se estivesse disputando uma final. O foco na partida tem uma razão: classificar o mais rápido possível para a Libertadores da América de 2014. Os dois jogos em sequência em casa - há ainda o Flamengo, no fim de semana - são vistos como o cenário ideal para isso.

O G4 está embolado. Com os momentos vacilantes do Tricolor e do Botafogo, Goiás e Vitória se aproximaram. Estão um e três pontos atrás do clube gaúcho, respectivamente. E a queda de rendimento da equipe também preocupa: são sete jogos sem vencer e seis sem marcar gols.

- Com certeza, temos cinco finais até o final do ano e vamos tomar como tal. Precisamos de uma sequência de vitórias para confirmar a vaga, faz tempo que não conseguimos vencer - comentou o capitão Barcos.

Pelos resultados das últimas rodadas, que tem goleado do Cruzeiro e eliminação para o Atlético-PR na Copa do Brasil, o Tricolor admite uma obrigação em voltar a vencer no Brasileiro. A diretoria também tratou de criar um clima favorável e fez uma promoção para que os sócios possam levar dois acompanhantes sem pagar ingressos, desde que uma mulher e uma criança de até 12 anos.

- Perdemos uma e agora temos cinco. Não podemos mais perder. São jogos que vamos encontrar dificuldade, mas pelo que estamos fazendo, temos obrigação de vencer. Espero que isso aconteça nos próximos cinco jogos. Sabemos que a situação não está legal, mas não podemos deixar de lado as cinco decisões que temos. Olhar para os jogos como cinco finais. A bola não tem entrado, é torcer para que entre - comentou o volante Souza.

O Grêmio não tem escalação confirmada. O técnico Renato Gaúcho fechou o trabalho da tarde de terça, o último antes da partida. Sempre que usou tal expediente, acabou por mudar a escalação da equipe, inclusive com variação de esquema. A tendência é que os gremistas entrem no 4-4-2 contra o Vasco, embora a permanência no 3-5-2 não esteja descartada.