icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/04/2014
08:03

Aos poucos, Enderson Moreira vai ganhando boas notícias. E pode se aproximar mais do que gosta como conceito de futebol. Embora Riveros não atue como volante, o Grêmio joga com três marcadores de origem no meio-campo. Mas isso está com os dias contados, pelo que o comandante falou ao exaltar os retornos de Zé Roberto e Luan, que jogam por aquela faixa de campo. Há ainda a presença de Dudu e do recém contratado Rodriguinho.

Todo o cartel com características ofensivas. Enderson sempre gostou do esquema 4-2-3-1, nos tempos de Goiás. Começou seus trabalhos na pré-temporada com este esquema. Mas foi forçado a mudar por conta de alguns rendimentos individuais. Depois, perdeu Zé Roberto por lesão, algo que também aconteceu com Luan. O camisa 10 já está de volta e joga neste domingo, contra o Atlético-PR, na estreia no Brasileirão.

Constantemente nos treinamentos, Enderson testa o time sem um dos volantes. Durante esta semana, sacou Ramiro e Riveros, em dias diferentes, para a entrada de Rodriguinho, reforço apresentado na última semana. Antes da final do Gauchão, Edinho foi quem saiu, para que Jean Deretti fosse testado.

- Ganhamos muitas opções na parte ofensiva. Nosso problema foi no último passe, e é a qualidade que o Zé e o Luan possuem. Ganhamos boas possibilidades, no caso do Zé um jogador experiente, maduro, que sabe controlar o ritmo da equipe. E o Luan tem velocidade. Ganhamos muitas opções. Não tenho dúvida que os três (Luan, Dudu e Zé) podem jogar juntos, assim como temos outra perspectiva como o Rodriguinho. Vai ser importante para o futuro - disse um esperançoso Enderson Moreira.

Luan começou os trabalhos com bola na sexta-feira, e pode ficar livre para jogar na quarta, contra o San Lorenzo. Kleber Gladiador também poderá ser reforço após a parada da Copa do Mundo. Atualmente, o Grêmio joga com Riveros pela direita, Zé Roberto centralizado e Dudu pela esquerda. É o posicionamento que indicam os últimos treinamentos. Ramiro e Edinho são os volantes. Em suas entrevistas, o técnico sempre fala que a equipe sofrerá mudanças do início do ano para o restante da temporada.

- Eu penso constantemente no que é melhor para a equipe do Grêmio. Criamos uma forma de jogar com os três volantes, se defende e se ataca com qualidade. Temos criado chances de gol, estamos finalizando muito, quase todos os jogos temos um número superior ao adversário. Não representa o resultado final, mas é importante. Quanto mais se cria mais perto está de vencer. ganhamos ótimas opções para a parte ofensiva. Sempre pensamos nessa perspectova, temos uma equipe em desenvolvimento, crescendo, mas é uma equipe que tem que crescer ainda mais - relatou o treinador gremista.

Não será surpresa, portanto, se Enderson modificar ainda mais o estilo de jogo gremista. Para este domingo, contra o Atlético-PR, a escalação está definida com Marcelo Grohe; Pará, Bressan, Pedro Geromel e Breno; Edinho, Ramiro, Riveros, Zé Roberto e Dudu; Barcos. Aparentemente, por pouco tempo.