icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/07/2013
15:45

Enquanto um chega, outro pode sair. O Grêmio espera uma resposta do São Paulo para depois da final da Recopa, na quarta-feira, contra o Corinthians, a respeito da proposta feita pelo zagueiro Rhodolfo. Por outro lado, o clube gaúcho pode se desfazer nos próximos dias do zagueiro Bressan. O presidente Fábio Koff afirmou que sabe do interesse do futebol italiano, russo e ucraniano no jovem de 20 anos.

O Tricolor fez uma proposta pelo defensor de 26 anos do São Paulo. A diretoria gremista espera que a negociação seja concretizada após a decisão na quarta-feira. O presidente Fábio Koff confirmou que a definição do negócio deve acontecer até a data. A ideia é contar com o jogador por empréstimo. A chegada do jogador seria uma reposição para a saída de Bressan, que segundo fontes ligadas ao presidente Fábio Koff estaria deixando o clube rumo a Juventus, da Itália.

- Até quarta-feira acho que não vamos ter nenhuma evolução sobre essa negociação. O São Paulo tem a final, acho que depois disso poderemos ter uma resposta. Sobre o Bressan, sabemos do interesse de clubes do futebol italiano e do leste europeu nele - comentou Fábio Koff ao LANCE!Net.

Empresário do jogador, Lipatín esteve reunido com o diretor-executivo Rui Costa e o assessor de futebol Marcos Chitolina em Curitiba, quando o Grêmio enfrentou o Atlético-PR. Segundo o ex-centroavante do Grêmio, não há propostas pelo zagueiro. Mas sondagens frequentes do futebol europeu acontecem. Koff confirmou que sabe do interesse de equipes italianas, russas e ucranianas. Bressan tem passaporte europeu e por isso não contaria como um extra-comunitário. O Juventude detém 30% dos direitos do jogador e precisa ser consultada para uma venda - o que não aconteceu, segundo o presidente Raimundo Demore.

- Posso afirmar que há muitas procuras pelo jogador, mas para mim não chegou nenhuma proposta. Acredito que o momento de comprar o Bressan é agora, porque ao final do ano o preço dele será outro. Ele tem o passaporte europeu, o que o valoriza em 40% - disse Lipatín ao L!Net.

O Grêmio precisa concretizar mais uma venda para fechar as contas. O clube gaúcho teve um déficit de R$ 28 milhões no início do ano, e a negociação de Fernando ainda não cobriu todo este rombo.

Enquanto um chega, outro pode sair. O Grêmio espera uma resposta do São Paulo para depois da final da Recopa, na quarta-feira, contra o Corinthians, a respeito da proposta feita pelo zagueiro Rhodolfo. Por outro lado, o clube gaúcho pode se desfazer nos próximos dias do zagueiro Bressan. O presidente Fábio Koff afirmou que sabe do interesse do futebol italiano, russo e ucraniano no jovem de 20 anos.

O Tricolor fez uma proposta pelo defensor de 26 anos do São Paulo. A diretoria gremista espera que a negociação seja concretizada após a decisão na quarta-feira. O presidente Fábio Koff confirmou que a definição do negócio deve acontecer até a data. A ideia é contar com o jogador por empréstimo. A chegada do jogador seria uma reposição para a saída de Bressan, que segundo fontes ligadas ao presidente Fábio Koff estaria deixando o clube rumo a Juventus, da Itália.

- Até quarta-feira acho que não vamos ter nenhuma evolução sobre essa negociação. O São Paulo tem a final, acho que depois disso poderemos ter uma resposta. Sobre o Bressan, sabemos do interesse de clubes do futebol italiano e do leste europeu nele - comentou Fábio Koff ao LANCE!Net.

Empresário do jogador, Lipatín esteve reunido com o diretor-executivo Rui Costa e o assessor de futebol Marcos Chitolina em Curitiba, quando o Grêmio enfrentou o Atlético-PR. Segundo o ex-centroavante do Grêmio, não há propostas pelo zagueiro. Mas sondagens frequentes do futebol europeu acontecem. Koff confirmou que sabe do interesse de equipes italianas, russas e ucranianas. Bressan tem passaporte europeu e por isso não contaria como um extra-comunitário. O Juventude detém 30% dos direitos do jogador e precisa ser consultada para uma venda - o que não aconteceu, segundo o presidente Raimundo Demore.

- Posso afirmar que há muitas procuras pelo jogador, mas para mim não chegou nenhuma proposta. Acredito que o momento de comprar o Bressan é agora, porque ao final do ano o preço dele será outro. Ele tem o passaporte europeu, o que o valoriza em 40% - disse Lipatín ao L!Net.

O Grêmio precisa concretizar mais uma venda para fechar as contas. O clube gaúcho teve um déficit de R$ 28 milhões no início do ano, e a negociação de Fernando ainda não cobriu todo este rombo.