icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/07/2014
20:26

Ufa! Demorou, mas o Grêmio voltou a marcar um gol neste Campeonato Brasileiro e, como consequência, já sabe o que é sentir o gosto de uma vitória novamente. Na noite deste sábado, o Tricolor gaúcho derrotou o Figueirense, por 1 a 0, no Orlando Scarpelli, em duelo válido pela 11ª rodada da competição. O triunfo garantiu, momentaneamente, o ingresso gremista no G4 e manteve o Furacão catarinense sem pontuar atuando como mandante no Brasileirão.

Com os três pontos conquistados em Florianópolis, os comandados de Enderson Moreira chegaram aos 19, ocupando, agora, a quarta posição. Sport ou Goiás, Santos ou Fluminense – times que se enfrentarão –, Atlético-PR e Internacional poderão ultrapassar o Tricolor neste domingo. Já o Figueirense, única equipe que segue zerada como mandante, permanece com sete e na 17ª posição.

GIULIANO E O FIM DO JEJUM TRICOLOR

O Figueirense entrou em campo disposto a encerrar o jejum de ainda não ter pontuado como mandante neste Campeonato Brasileiro após quatro jogos. O Grêmio, por sua vez, perseguia o primeiro gol após quatro partidas de jejum e, consequentemente, sem triunfos. E foi o Tricolor que celebrou logo aos três minutos. Giuliano, principal contratação do time para a temporada, tentou muito encerrar tal jejum diante do Goiás, logo em sua estreia, não teve sucesso. Eis que, contra o Figueira, ele contou com a falha do time catarinense e com passe de Alán Ruiz para abrir o placar. Primeiro gol gremista na competição após 392 minutos de jejum.

Em vantagem e trabalhando a bola com mais qualidade, o Grêmio 'aceitou' a pressão exercida pelo Figueirense. O Furacão catarinense passou a ter mais posse de bola, mas não sabia o que fazer com ela quando chegava ao gol de Grohe. Perigo mesmo apenas em uma finalização de Kleber. A falta de objetividade imperou entre os comandados de Guto Ferreira, que também encontraram dificuldade para vencer a eficaz marcação rival. Já o Grêmio, controlando o jogo, foi para o intervalo em vantagem.

Pablo tentou, mas o Figueira segue zerado como mandante (Foto: Eduardo Valente/LANCE!Press)

GRÊMIO SEGURA TRIUNFO

Guto Ferreira trabalhou no intervalo promovendo as entradas de Nem e Everaldo, este emprestado pelo próprio Grêmio, para as saídas de Dener e Léo Lisboa. As modificações tornaram o time mais leve e ofensivo. O Grêmio chamava o Figueira para o seu campo na clara tentativa de buscar um contra-ataque e resolver a sua situação. Eis que, aos 18 minutos, Thiago Heleno resolveu ajudar: falta em Alán Ruiz e tentativa de chute no argentino, que estava caído. Resultado? Cartão vermelho direito das mãos de Marcelo de Lima Henrique e Figueirense com um a menos em campo.

Em vantagem no placar e com um jogador a mais em campo, o Grêmio tentou ampliar para sacramentar a vitória. Tentou, pois faltou paciência ao Tricolor para vencer a marcação do Figueirense. Giuliano até obrigou Volpi a realizar boa defesa, mas Dudu, por exemplo, não fez a diferença e as chances de gol não cresceram como era o esperado. O Figueirense, na base da superação, buscou o empate, mas não teve sucesso. O gol de Giuliano, logo com três minutos, seria o gol da vitória.

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 0 X 1 GRÊMIO

Local: Estádio Orlando Scarpelli (SC)
Data-hora: 19/7/2014 – 18h30
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (FIFA-RJ)
Auxiliares: Luiz Claudio Ragazone (RJ) e Gilberto Stina Pereira (RJ)
Renda/Público: Não divulgados.
Cartões amarelos: Nirley (FIG); Saimon, Marcelo Grohe, Alán Ruiz e Zé Roberto (GRE)
Cartões vermelhos: Thiago Heleno (FIG), 18'/2ºT

Gol: Giuliano, 3'/1ºT (0-1).

FIGUEIRENSE: Tiago Volpi; Luan, Nirley, Thiago Heleno, Roberto Cereceda; Paulo Roberto, Dener (Nem, Intervalo), Kleber e Léo Lisboa (Everaldo, Intervalo); Pablo e Ricardo Bueno (Clayton, 29'/2ºT) – Técnico: Guto Ferreira.

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Pará, Rhodolfo, Pedro Geromel e Saimon; Ramiro (Zé Roberto, 34'/2ºT), Riveros, Alán Ruiz, Giuliano e Luan (Dudu, 13'/2ºT); Barcos (Lucas Coelho, 24'/2ºT) – Técnico: Enderson Moreira.