icons.title signature.placeholder Kaíque Ferreira
03/12/2013
18:12

O Grêmio busca alternativas para manter o atacante Eduardo Vargas em 2014, mas vê dificuldades na manutenção do seu camisa 17. O Tricolor gaúcho acredita que o principal empecilho à permanência do chileno seja o alto valor a ser desembolsado . Além disso, há a concorrência de Santos e São Paulo.

A diretoria do Grêmio conversou pessoalmente com o representante do Napoli (ITA) na última semana e ouviu que a intenção é a de que Vargas continue no clube gaúcho.

A princípio, os italianos querem negociá-lo pelo valor de oito milhões de euros (cerca de R$ 23 milhões), que dificulta as tratativas e não aceitam pedido de empréstimo. Contudo, os gaúchos creem na possibilidade de uma renovação do vínculo.

No entanto, para isso, o bicampeão da Libertadores teria de desembolsar um valor ainda maior do que já o fez para acertar com o atleta do início da temporada. Os salários também sofreriam ajustes. O próprio chileno já sinalizou que pretende ter a sua situação definida o quanto antes e quer um contrato com maior duração, para ter estabilidade.

Na possibilidade de um novo vínculo, similar ao atual, o Grêmio teria de liberar o jogador no meio do ano caso uma proposta chegue ao atleta. Por causa da Copa do Mundo e da preparação que antecede o torneio, Vargas ficaria um período significante ausente. A diretoria do Tricolor gaúcho crê que, em razão da valorização no Mundial, o atleta despertaria rápido interesse internacional e, desse modo, a instituição pagaria um alto valor por pouco tempo de produtividade do chileno.

Titular, Vargas é o vice-artilheiro do clube no Campeonato Brasileiro com seis gols. Dos rivais interessados, Santos é o time que possui as conversas mais avançadas. Além de o Peixe abater parte do que tem a receber do Napoli (ITA) pela venda do goleiro Rafael, ainda conta com um investidor.

Já o São Paulo, que lutou no início do ano para ter o chileno em seu elenco, reconhece que a negociação não é simples, muito em decorrência da desgastante novela na ocasião.