icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/11/2013
08:00

Parece encaminhado. Mas Renato Gaúcho está bastante alerta para essa situação. O treinador não quer que os jogadores do Grêmio se acomodem e pensem que a vaga na Libertadores está próxima. Evita cálculos e projeções de pontos para as próximas três rodadas e lembra que a próxima pode colocar o Tricolor fora do G4.

Os gaúchos enfrentam a Ponte Preta, no domingo, às 17h, no Moisés Lucarelli. Se vencer, mantém a vice-liderança e vai aos 63 pontos. Se perder, porém, pode ser ultrapassado por Atlético-PR, Goiás e até Botafogo, que hoje é quinto colocado.

- Se o Grêmio perder e os adversários vencerem, saímos do G4. Não estamos na Libertadores. Está bem difícil. Temos que garantir a vaga na Libertadores. Não falo pelo ano que vem, penso nesses três próximos jogos, não está nada definido, treinador, pré-temporada. Isso o diretor-executivo Rui Costa fala. Eu volto com meu discurso, não falo do contrato, tenho que pensar nesses três jogos - destacou Renato.

Durante a semana, os jogadores chegaram a falar em fazer sete pontos nos próximos jogos para se garantir. Renato rechaça contas. Quer uma vitória contra a Ponte, porque crê que tudo estará definido para a sequência. Se o Grêmio vai precisar vencer o Goiás e apenas isso ou se a decisão vai para a última rodada.

Nosso próximo jogo é a Ponte Preta, não adianta colocar a cabeça em mais jogos. Na próxima rodada vai se decidir o que vai ser preciso para conseguir a classificação. Mas o momento é o pensamento na Ponte Preta, buscar o resultado que nos interessa, para que a gente continue no G4 e consequentemente brigando pela vaga - disse.