icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/11/2013
12:13

O assunto é recorrente no Grêmio: o jejum dos atacantes. No ano, seja Barcos, seja Kleber, seja Vargas, nenhum esteve incontestável quando o quesito é número de gols. Apesar de estarem "devendo", o Pirata e o Gladiador seguem com a confiança de Renato Gaúcho, que aposta no fim do jejum da dupla para que a busca pelo segundo lugar do Brasileirão e a classificação direta para a Libertadores não seja em vão.

O treinador torce para que o período sem gols se encerre neste domingo, a partir das 19h30, contra o Flamengo. Kleber não marca há 16 jogos, desde o gol sobre a Portuguesa, na Arena, no dia 7 de setembro. Já Barcos não marca desde a vitória sobre o Corinthians, dia 16 de outubro, há sete jogos. Ambos, porém, estão satisfazendo o que o técnico Renato Gaúcho quer.

- Estou satisfeito com o meu grupo, são jogadores mais cobrados para fazerem os gols, realmente estão devendo nos últimos jogos, mas não podemos esquecer que foi com esses dois jogadores, não fazendo muitos gols. Precisamos dos gols deles e dessa vaga na Libertadores.Torço eu que seja no domingo - pediu o técnico gremista.

A última vitória, diante do Vasco, saiu da cabeça do zagueiro Rhodolfo, que completou cruzamento de Zé Roberto. Para o treinador, a pressão nos adversários que a presença de Kleber e Barcos coloca também é algo que pesa para sua continuidade no time.

- Mais importante é o Grêmio ganhar, como foi no jogo com o Vasco. São jogadores que preocupam o adversário. Têm jogado bem, o que está faltando é o gol, mas daqui a pouco voltam a fazer os gols, mas o mais importante é que têm nos ajudado. O mérito é a entrega e a dedicação dos meus jogadores - garantiu Renato.

O Tricolor entra em campo neste domingo, provavelmente, com a mesma escalação que venceu o Vasco. A dúvida é mantida, já que Renato não fez nenhum treinamento aberto onde demonstrou a sua escalação preferida. A tendência é que Zé Roberto e o 4-4-2 sejam mantidos.