icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/04/2014
10:08

O Grêmio tomou 6 a 2 no placar agregado da final do Campeonato Gaúcho. Mas o Grêmio ainda é a segunda melhor campanha de toda a Libertadores. Após a perda do título para o rival Internacional, este era o tom do pouco discurso que saiu do vestiário gremista. A ideia é corrigir o rumo para retomar o trabalho que deu certo na competição continental.

O Tricolor vem bem na competição continental. Só esteve atrás do Vélez entre os classificados para as oitavas de final. Está invicto e com a alcunha de melhor defesa, com apenas um gol tomado. A goleada para o rival expõe fragilidades, mas o Grêmio irá tomar suas atitudes, garante o diretor-executivo Rui Costa.

- Os próximos dias serão de trabalho, reflexão e convicção no que estamos fazendo. A derrota amargura todos nós, mas não podemos perdr de vista o que funcionou e está dando certo. Vamos nos debruçar no que deu errado, a responsabilidade é de todos nós, especialmente minha, para retomar o caminho que nos levou a ter uma campanha sensacional na Libertadores - comentou Costa ao final do clássico 401.

No horizonte, o Grêmio tem a estreia no Brasileirão, no domingo, contra o Atlético-PR. E durante a próxima semana, começa a decidir a vaga nas quartas de final da Libertadores com o San Lorenzo, na Argentina. Por isso, a ideia é que a derrota para os colorados não prejudique a motivação.

- Importante é que estamos vivos na Libertadores e com grande campanha. Vamos focar nisso. Muitas equipes que conquistaram título na Libertadores perderam o Estadual, acontece normalmente. Importante que a gente possa ter a tranquilidade de passar por esse momento e nos fortalecer nestas dificuldades - completou Enderson Moreira.

O Grêmio se reapresenta na tarde de terça para iniciar a preparação para a estreia no Brasileiro. Para o jogo com o Furacão, o Tricolor deve contar com o retorno de Zé Roberto, que treinou normalmente com o restante do elenco na última semana, após se recuperar de lesão no tornozelo esquerdo.