icons.title signature.placeholder Eduardo Moura
10/06/2014
14:03

O Grêmio admite que se aproximou do Dnipro e tem conversas abertas para contratar o meia Giuliano. Desejo do clube gaúcho há mais de uma temporada, o ex-jogador do Internacional tem chances de se transformar em reforço, já que o Tricolor vê uma "porta aberta" com os ucranianos, que não rechaçaram os números e mantêm conversas com os dirigentes tricolores.

Os gaúchos já contam com o investidor para realizar a negociação. O valor é ainda alto para os padrões dos clubes brasileiros. Mas ainda assim, pela proximidade do fim do contrato de Giuliano, que vai até o meio do ano que vem, o seu retorno é algo palpável. O Grêmio, porém, diz que o jogador é muito valorizado e não gosta das notícias que dão a negociação como certa, como fez o jornal Zero Hora nesta terça, e que isso pode atrapalhar as tratativas.

- Tivemos uma aproximação com o clube ucraniano, mas que não quer dizer que o negócio está fechado ou que temos documentos que celebram a negociação. É uma negociação extremamente complexa, envolve valores altos e não é de fácil concretização - explicou o diretor-executivo do Grêmio, Rui Costa, ao LANCE!Net.

No entanto, a negociação está em andamento e o jogador tem chances de se tornar reforço gremista. O dirigente admitiu que há a possibilidade de o negócio acontecer, ao afirmar que as portas estão abertas.

- A aproximação significa que temos uma porta aberta. Em outras situações o clube havia já rechaçado o valor que havia sido oferecido. Agora, há uma conversa em andamento. Não quer dizer que vai fechar. Eles podem dizer que querem 12 milhões de euros e esse dinheiro o Grêmio não tem. Mas significa que temos uma porta aberta para conversar - completou o dirigente gremista.

O clube gaúcho busca um reforço de peso, segundo o presidente Fábio Koff, antes de sair de férias. Seria a chegada de Giuliano, ex-Inter, que está na Ucrânia desde 2011. O meia custou 10 milhões de euros aos ucranianos, que querem reaver parte do investimento.