icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/04/2014
22:46

Não foi o mesmo que dentro de campo. Mas Marcelo Grohe pode sentir o calor da torcida na noite desta terça-feira. Acostumado a defesas determinantes nas últimas partidas do Grêmio, o goleiro abriu a guarda e retribuiu o carinho do torcedor, que sempre o apoiou, mesmo nos anos de suplente. Em evento realizado na loja Grêmio Mania, na Rua 24 de Outubro, em Porto Alegre, o camisa 1 respondeu aos questionamentos de centenas de fãs que encararam o tempo chuvoso da capital gaúcha para ter uma relação mais próxima ao ídolo.

Recepcionado aos gritos de "Marcelo, Marcelo", Grohe dedicou mais de duas horas para responder aos questionamentos dos 300 presentes, posar para fotos e conceder autógrafos. Muitas vezes, porém, o microfone era tomado apenas para agradecimentos por 14 anos de serviços prestados ao clube.

– Sempre sonhei em vestir a camisa do Grêmio. Hoje me sinto honrado por isso e tenho consciência da minha responsabilidade. A gente sabe o tamanho desse clube, se empenha para corresponder. Sabia que minha hora iria chegar e este ano fui abençoado com a oportunidade. Tenho procurado dar o meu melhor a cada jogo – afirmou.

Nascido em Campo Bom (RS), Marcelo Grohe chegou ao Olímpico em 2000 e formou-se no Grêmio. Passou por todas as divisões de base até estrear na equipe profissional, no Campeonato Gaúcho de 2006, quando conquistou seu primeiro título no clube após atuação destacada no clássico Gre-Nal que decidiu o Estadual. Já acumula 156 exibições pelo Tricolor gaúcho. Em 2013, viveu momento mais delicado: após fazer bom segundo semestre em 2012, viu Dida chegar para o gol, a pedido do treinador Vanderlei Luxemburgo. Aguardou pacientemente seu momento de brilhar. Hoje, é titular absoluto.

Atualmente, é um dos responsáveis pela melhor defesa da Copa Libertadores - apenas um gol sofrido em cinco rodadas. Na próxima quinta-feira, ele volta a campo pelo torneio continental. Em busca do tri, o Grêmio - classificado antecipadamente às oitavas - recebe o Nacional (URU) na Arena e até mesmo com um empate confirma a liderança do Grupo 6.

Marcelo recebeu carinho de torcedores ao lado de executivo Rui Costa (Foto: Diego Cunha/TXT Assessoria)