icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/04/2014
20:09

Graciele Hermann, do Grêmio Náutico União (RS), foi um dos grandes destaques do primeiro dia de disputas do Troféu Maria Lenk, em São Paulo. No parque aquático do Ibirapuera, na final do revezamento 4x50m livre, ela fez a melhor marca da carreira na distância e igualou o recorde sul-americano, que havia sido registrado no Mundial de Roma-2009 pela venezuelana Arlene Semeco. A gaúcha abriu para seu clube e nadou sua parcial em 24s76, baixando pela primeira vez na vida da casa dos 25 segundos.

- Eu acho que minha prova foi perfeita. Só dei uma respirada. Esses 24s é o primeiro de muitos. Agora é ver as filmagens e querer sempre mais. Focando passo-a-passo eu vou chegar lá. Sempre quero abrir o revezamento porque sempre quero dar o meu melhor. Eu tenho uma marca na cabeça que ainda não alcancei, mas está perto - disse Graciele, que agora detém o 11º melhor tempo do ano e passa a ser a recordista nacional, superando os 24s98 de Flávia Delaroli, em 2009.

Apesar do tempo de Graciele, que serviu para confirmar o índice para o Pan-Pacífico, na Austrália, em agosto, sua equipe não foi ao pódio. A vitória ficou com o Corinthians, com 1m40s03. Em segundo veio o Minas, com 1m40s56, e em terceiro o Sesi-SP, com 1m42s33.

Nos 100m costas, Fabio Santi (Pinheiros) supreendeu Thiago Pereira (Sesi) e chegou em primeiro, com 54s32 (índice para o Pan-Pacífico). O rival teve de se contentar com a prata, com 54s90. Guilherme Guido (Pinheiros) completou o pódio, com 55s24. No feminino, Etiene Medeiros (Sesi) venceu com 1m01s37 (índice para o Pan-Pacífico). Natalia Luccas (Corinthians) veio logo atrás, com 1m02s41. Em terceiro chegou Florência Perotto (GNU), com 1m03s6.

- Eu queria fazer 54s60. Eu estava todo focado pra esta competição. Foi melhor do que eu esperava, o melhor tempo da minha vida. Antes eu tinha 54s93. Nos 200m costas vai ser uma briga legal, mas eu quero fazer o índice porque agora a expectativa aumentou. E os 200m foi a prova pra qual eu treinei - afirmou Santi.

Nos 200m livre, Nicolas Oliveira (Minas) venceu com 1m47s17 (índice para o Pan-Pacífico). João de Lucca (Pinheiros) foi prata, com 1m49s01 (índice para o Pan-Pacífico), e João Amorim (Corinthians) levou o bronze, com 1m50s02. Entre as mulheres, Larissa Oliveira (Pinheiros) foi ouro com 2m00s73, Manuela Lyrio (Minas) chegou em segundo, com 2m00s94, e Jessica Cavalheiro (Sesi) foi a terceira, com 2m01s56.

E nos 1.500m livre, Poliana Okimoto (Unisanta) fez valer seu favoritismo e venceu em 16m47s44. Ana Marcela (Sesi) chegou em segundo, com 17m01s39, e Bianca Avella (Corinthians) fechou o pódio, com 17m04s35.

O primeiro dia do Maria Lenk terminou com o Corinthians na frente, com 394 pontos. Em segundo vem o Pinheiros, com 323, e depois o Minas, com 293.