icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/07/2013
12:48

Na manhã desta terça-feira, o Governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia (PSDB) recebeu os campeões da Libertadores no palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa. A delegação do Atlético-MG, que levou a taça da conquista para o local, foi composta pelos diretores, presidente Alexandre Kalil, técnico Cuca e todos os atletas da conquista inédita.

Torcedor do Alvinegro mineiro, o mandatário lembrou que o Galo levou o nome de Minas para o mundo inteiro e ainda fez um pedido especial: a conquista do Mundial de Clubes em Marrocos, um título que Minas Gerais bateu na trave duas vezes com o Cruzeiro, em 1976 e 1997.

- Queria dizer a todos que vocês foram mais do que heróis. Vocês levaram o nome de Minas para o mundo, a um patamar fundamental. E tenho certeza que a nossa vontade, meu caro Kalil, que é a sua, e a do conselho do Atlético, com o nosso presidente Emir Cadar, é de trazer, da belíssima Marrakesch, da exótica Marrocos, o título de Campeão do Mundo - afirmou o governador, para uma plateia composta por mais de mil pessoas, entre funcionários do governo e torcedores.

Além disso, ele vestiu a camisa especial que os jogadores usaram logo depois da conquista e lembrou de uma conversa que teve com o diretor de futebol Eduardo Maluf, que o prometeu ter grandes alegrias em 2013.

- O Maluf me disse, em um evento no início do ano, bem baixinho no meu ouvido, bem baixinho assim: 'Governador, este ano você vai ter muitas alegrias este ano. E, como todo atleticano, eu fiquei calado, torcendo calado. E hoje está aqui uma alegria que é incontida. Parabéns a todos. Vivas para vocês pode ter dado uma alegria tão grande a todos nós.

Assédio aos jogadores e narração do 'Caixa'

Durante o evento, Antonio Anastasia fez o seu pronunciamento dentro de um saguão com uma caixa de som localizada abaixo, na área aberta da Cidade Administrativa. O capitão Réver, depois de presentear o político com a medalha de campeão da Libertadores, foi levar a taça para o público, usando a sacada da rampa de acesso.

Muitos torcedores ficaram bastante eufóricos com a presença da taça. Os principais jogadores da campanha (Victor, Réver, Ronaldinho Gaúcho e Tardelli) pegaram a taça. Nesta hora, a delegação de atletas do Galo estavam no local e tiveram que lidar com o grande assédio de funcionários e torcedores.

Depois de os jogadores erguerem a taça, foi a vez de Mário Henrique 'Caixa', narrador da Rádio Itatiaia, narrar um gol simbólico do Galo. Mário Henrique

Na manhã desta terça-feira, o Governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia (PSDB) recebeu os campeões da Libertadores no palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa. A delegação do Atlético-MG, que levou a taça da conquista para o local, foi composta pelos diretores, presidente Alexandre Kalil, técnico Cuca e todos os atletas da conquista inédita.

Torcedor do Alvinegro mineiro, o mandatário lembrou que o Galo levou o nome de Minas para o mundo inteiro e ainda fez um pedido especial: a conquista do Mundial de Clubes em Marrocos, um título que Minas Gerais bateu na trave duas vezes com o Cruzeiro, em 1976 e 1997.

- Queria dizer a todos que vocês foram mais do que heróis. Vocês levaram o nome de Minas para o mundo, a um patamar fundamental. E tenho certeza que a nossa vontade, meu caro Kalil, que é a sua, e a do conselho do Atlético, com o nosso presidente Emir Cadar, é de trazer, da belíssima Marrakesch, da exótica Marrocos, o título de Campeão do Mundo - afirmou o governador, para uma plateia composta por mais de mil pessoas, entre funcionários do governo e torcedores.

Além disso, ele vestiu a camisa especial que os jogadores usaram logo depois da conquista e lembrou de uma conversa que teve com o diretor de futebol Eduardo Maluf, que o prometeu ter grandes alegrias em 2013.

- O Maluf me disse, em um evento no início do ano, bem baixinho no meu ouvido, bem baixinho assim: 'Governador, este ano você vai ter muitas alegrias este ano. E, como todo atleticano, eu fiquei calado, torcendo calado. E hoje está aqui uma alegria que é incontida. Parabéns a todos. Vivas para vocês pode ter dado uma alegria tão grande a todos nós.

Assédio aos jogadores e narração do 'Caixa'

Durante o evento, Antonio Anastasia fez o seu pronunciamento dentro de um saguão com uma caixa de som localizada abaixo, na área aberta da Cidade Administrativa. O capitão Réver, depois de presentear o político com a medalha de campeão da Libertadores, foi levar a taça para o público, usando a sacada da rampa de acesso.

Muitos torcedores ficaram bastante eufóricos com a presença da taça. Os principais jogadores da campanha (Victor, Réver, Ronaldinho Gaúcho e Tardelli) pegaram a taça. Nesta hora, a delegação de atletas do Galo estavam no local e tiveram que lidar com o grande assédio de funcionários e torcedores.

Depois de os jogadores erguerem a taça, foi a vez de Mário Henrique 'Caixa', narrador da Rádio Itatiaia, narrar um gol simbólico do Galo. Mário Henrique