icons.title signature.placeholder Renan Oliveira - Craque do Futuro
28/12/2013
15:16

Nesta semana, o presidente do Guarani, Álvaro Negrão, declarou que o goleiro Juliano, titular na Série C do Campeonato Brasileiro, passou a falhar em jogos decisivos após sentir o sucesso da equipe no inicio da temporada. Emprestado ao Paulista, o arqueiro rebateu as criticas e afirmou não ser responsável por equívocos de terceiros.

- Desde o período em que vesti a grande e gloriosa camisa do Guarani, sempre demonstrei intenso respeito, dedicação, empenho e comprometimento. Somos todos passivos de erros e acertos, porém, acredito que mais acertei do errei na minha passagem pelo Brinco de Ouro. Não posso ser responsabilizado pelos equívocos de terceiros, que preferem se esquivar de suas obrigações - disse.

Com 23 partidas, Juliano foi o atleta que mais defendeu o Guarani nesta temporada. Quebrou o recorde histórico conquistado pelo goleiro Neneca, campeão brasileiro pelo clube em 1978, com mais de 900 minutos sem sofrer gols.

- Fiquei dez jogos e meio sem levar gols. Caso não tivesse comprometido em ajudar o Guarani a conquistar o acesso para a Série B seria muito complicado de permanecer essa quantidade de jogos sem tomar gols. Sempre atuei muito motivado e nada me fez ‘subir à cabeça’. Infelizmente não conseguimos manter o nível no segundo turno e isso fez com que ficássemos fora das finais – ressaltou o goleiro.

Para finalizar, o arqueiro disse não guardar mágoas do mandatário bugrino, e aposta no sucesso de ambos no próximo ano.

- Mesmo com alguns meses de salários atrasados, sempre procurei solucionar da forma mais democrática possível sem expor este tipo de situação, mas apesar desta divergência creio no sucesso do Guarani em 2014, até por que sou muito grato a este clube que me proporcionou grandes momento - finalizou.

Contratado até agosto de 2015 pelo time campineiro, Juliano pode voltar ao clube no segundo semestre.