icons.title signature.placeholder Marcello Vieira
13/04/2014
08:21

Vitória contra o Horizonte (CE) por 5 a 0, classificação na Copa do Brasil e agora, salários em dia. Depois de um período complicado, que teve até bate-boca com a patrocinadora e ameaça do término de uma parceria de 15 anos, o Fluminense parece, enfim, começar a respirar aliviado. Procurado pelo LANCE!Net, o assessor do presidente Peter Siemsen, Jackson Vasconcelos, garantiu que todos os vencimentos devidos foram quitados.

– Pagamos tudo na quarta-feira, véspera do jogo contra o Horizonte (CE). Hoje o Fluminense não deve mais nada a nenhum atleta. Direitos de imagem e salários rigorosamente em dia – disse o dirigente.

Cabe ressaltar que o Fluminense tinha uma dívida de cerca de 13 meses, referente ao não pagamento de uma parcela dos direitos de imagem, com Leandro Euzébio, Diguinho, Jean e Fred. O atacante Walter também integra esta lista, mas como chegou apenas em janeiro ao clube, o valor devido a ele era menor do que para os demais.

Apesar da dívida em questão ainda ser um valor considerável e motivo de insatisfação para alguns jogadores, vale salientar que a maior parte dos vencimentos dos atletas do Fluminense é paga pela Unimed-Rio. Neste sentido, a parcela que cabe ao Tricolor, tanto dos salários, quanto dos direitos de imagem, é bem pequena em face ao montante total da folha salarial.

Desde o ano passado o Fluminense vem enfrentando muitas dificuldades financeiras devido às constantes penhoras decorrentes de dívidas fiscais. O clube chegou a ficar perto de dever três meses de salários para atletas e funcionários no momento mais crítico. Entretanto, com o retorno à Timemania, pôde começar a se reorganizar para cumprir os compromissos.