icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/11/2013
19:04

O Botafogo até se esforçou, Jefferson fez grande defesas, mas Eduardo Sasha, aos 42 minutos do segundo tempo, fez o gol da vitória do Goiás, no confronto na tarde deste domingo, no Serra Dourada, em jogo válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Botafogo caiu para a terceira posição da tabela de classificação da competição. Já o Goiás, sobe e chega aos 52, ficando na quinta posição. Agora, o time goiano se aproxima do G4 e coloca pressão nos alviengros na luta por uma vaga na Copa Libertadores da América do ano que vem.

No próximo domingo, o Glorioso viaja até Caxias do Sul, e no Estádio Centenário, enfrenta o Internacional. Já o Goiás, tem dois compromissos no Rio de Janeiro nesta semana. Na quarta-feira, às 21h50, o Esmeraldino enfrenta o Flamengo na partida de volta da semifinal da Copa do Brasil. Já no sábado, às 21h, as duas equipes se enfrentam no mesmo estádio pelo Campeonato Brasileiro.

E MAIS:
>Após derrota, Bolívar lamenta chances de gol desperdiçadas
>Oswaldo não lamenta derrota para o Goiás: 'Não tem problema'



EQUILÍBRIO NO PRIMEIRO TEMPO

As maiores preocupações do Botafogo durante a semana, o forte calor e as dimensões do campo do Serra Dourada, as maiores do país, foram, desde o início do jogo, uma dificuldade para o Botafogo. O Goiás, que não contou com a presença massiva da sua torcida e do seu principal jogador - Walter -, teve boas chances para abrir o marcador, mas parou na boa forma de Jefferson.

Apesar de ter jogado no meio de semana pela Copa do Brasil, enquanto o Botafogo, apenas treinava para o confronto deste domingo, os donos da casa, bem fisicamente, davam trabalho aos alvinegros. A principal chance dos cariocas veio através de Elias. Após boa jogada, o atacante foi derrubado pelo goleiro Renan, mas o árbitro mandou o jogo seguir. Rafael Marques, na sequência, teve chance de marcar, mas Renan defendeu. Os alvinegros reclamaram muito de pênalti no início da jogada.

GOIÁS VOLTA MELHOR E CHEGA AO GOL

Se o primeiro tempo foi equilibrado, o mesmo não se pode dizer do segundo. Aproveitando-se do fato de jogar em casa e do desgaste físico, além dos constantes erros de passes do Botafogo, o Goiás tomou conta do segundo tempo. Enderson Moreira fez uma modificação no intervalo que deu resultado. A entrada de Wellington Júnior no lugar de Júnior Viçosa.

Apesar de dominar as ações ofensivas da partida, o Goiás parou nas grandes defesas de Jefferson, que provou mais uma vez porque é goleiro da Seleção Brasileira, capitão e uma das referências do elenco alvinegro. Sem força no meio-campo, Oswaldo tirou Seedorf do jogo. Lodeiro entrou, mas não modificou o panorama do jogo. Hyuri e Lucas Zen também foram alternativas na etapa final. Mas pouco produziram.

No fim, aos 42 minutos, William Matheus fez grande jogada pela esquerda, a defesa do Botafogo falhou e Sasha - de cabeça, fez o gol da vitória do Goiás. Aí, já era tarde demais para o Botafogo tentar alguma reação.


FICHA TÉCNICA:
GOIÁS 1 X 0 BOTAFOGO

Local: Serra Dourada, Goiânia (GO)
Data/Horário: 3/11/2013 – 17h (de Brasília)
Público/Renda: Presentes:10.817/ Pagantes:9.295/ Renda: R$ 203.205
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa/PE)
Auxiliares: Marcia Bezerra Lopes Caetano (RO) e Clovis Amaral da Silva (PE)
Cartões Amarelos: Rodrigo (GOI), Amaral (GOI), Eduardo Sasha (GOI)
Cartões Vermelhos: não houve

GOLS: Eduardo Sasha, aos 42 minutos do segundo tempo.

GOIÁS: Renan, Vítor, Rodrigo, Ernando e William Matheus; Amaral, David, Eduardo Sasha, Hugo (Thiago Mendes 24'/2ºT) e Roni (Wellinton Junior 13'/2ºT); Júnior Viçosa (Léo Bonatini/intervalo). Técnico: Enderson Moreira.

BOTAFOGO: Jefferson, Edílson, Bolívar, André Bahia e Julio Cesar; Marcelo Mattos (Lucas Zen 32'/2ºT) e Gabriel; Gegê (Hyuri 25'/2ºT), Seedorf (Lodeiro 17'/2ºT) e Rafael Marques; Elias. Técnico: Oswaldo de Oliveira.