icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/04/2014
15:48

A diretoria do Corinthians passou dezembro e os primeiros meses de 2014 procurando um clube para Emerson Sheik. Há pouco mais de uma semana, o clube concretizou seu empréstimo para o Botafogo, onde o jogador ficará até o fim do ano. De acordo com o presidente Mário Gobbi Filho, o desejo é que Sheik retorne em 2015 como "o jogador da Libertadores de 2012".

- Eu desejo a ele todo sucesso no Botafogo. Nós o emprestamos justamente para que ele retome aquele futebol da Libertadores e volte como aquele Sheik para o Corinthians - afirmou o mandatário, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

- Quem pode mais, mais será cobrado. Quando você tem muito para dar, muito será cobrado, assim é a vida. Eu quero vê-lo em janeiro aqui, voando baixo, o Sheik da Libertadores - completou Gobbi.

Em entrevista à Rádio Mix no fim de semana, o atacante disse que o técnico Mano Menezes “tem caráter duvidoso”, que é “limitado“ e nunca mais gostaria de ser comandado por ele.

Em entrevista coletiva após a vitória sobre o Flamengo, no último domingo, o treinador tentou abafar o caso e apenas disse que "lá na frente as coisas vão dizer quem tem caráter".

Gobbi acredita que não haverá problema em Sheik retornar com Mano ainda no comando. Vale lembrar que o treinador tem contrato apenas até o fim deste ano.

- O Mano não é homem de guardar sentimentos, rancor... Ele administrou com maestria tudo isso, não tem problema nenhum. Eu acho que nos dias de hoje, você guardar mágoas faz mal até para a saúde. As portas do Corinthians estão abertas ao Sheik - disse o presidente do Timão.